Em Acrelândia, Promotora investiga suposta prática sexual entre alunos dentro de escola rural

Por Wanglézio Braga/ Foto: Reprodução

A promotora do Ministério Público do Acre (MPAC), Bianca de Moraes, informou por meio de uma portaria publicada do Diário Eletrônico do MP N° 956 que vai continuar as investigações sobre a possível prática sexual entre dois alunos matriculados na Escola Familiar Agrícola Jean Pierri Migan, localizada em Acrelândia.

Apesar de que os alunos foram suspensos e expulsos da escola seguindo uma orientação do Regimento Interno, o caso vai continuar sendo investigado pelo órgão ministerial. A escola funciona em regime parcial de internato, onde os alunos vivem alojados por 15 dias na unidade para estudar e depois retornam para casa.

O processo foi instaurado em 2019 após denúncia, mais como o prazo para as investigações iniciais extrapolou e devido à pandemia houve suspensão das atividades no MPE, a nova promotora resolveu transformar de Notícia de Fato em Procedimento Preparatório. Moraes considerou inúmeros artigos da Constituição para embasar os trabalhos.

A promotora nomeou ainda uma equipe para auxiliar nas investigações do caso e expediu convite aos envolvidos da possível prática sexual. A direção da escola também foi chamada e teve um prazo para se explicar. Segundo a promotoria, a delegacia de Polícia também foi acionada para apurar possível ocorrência de infração penal.  


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.