Deputado afirma que se MDB se misturar com a esquerda, ele sai na mesma hora

Antonio Muniz

Líder do MDB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) e presidente da Executiva Municipal de Rio Branco, o deputado Roberto Duarte contestou, nesta quarta-feira, 12, possível aliança do partido com o PT ou outra agremiação de esquerda. “Se o MDB se misturar com o PT ou outros partidos de esquerda, eu saio na mesma hora”, afirmou o parlamentar.

As declaração de Roberto Duarte foram feitas durante entrevista ao jornais Antonio Muniz, no programa RB Notícias, ao vivo, na TV Rio Branco-SBT.  No final do ano passado, o deputado foi surpreendido pelo presidente regional do partido, deputado federal Flaviano Melo que o comunicou, formalmente, que as portas do partido estavam abertas para ele sair.

Duarte afirmou que sempre se comportou com lealdade e fidelidade ao partido. Não por acaso, foi candidato à Prefeitura de Rio Branco e, antes disso, foi eleito presidente da Executiva Municipal e líder do partido na Assembleia Legislativa. Por isso, ficou surpreso com o comportamento do presidente regional e dos demais membros da Executiva Estadual.

Apesar de ter assumido posição totalmente independente em relação ao governo Gladson Cameli, que ele ajudou a construir, em 2018, Duarte contesta o comportamento do partido ao anunciar rompimento, justamente na fase mais complicada da gestão Gladson Cameli. Além disso, ainda anunciou o vereador Emerson Jarude como provável candidato ao governo.   

Diante de tudo que ocorreu, Roberto Duarte não vê mais clima para continuar no MDB. Questionado sobre os motivos pelos quais o partido o convidou para sair, Duarte afirmou que não sabe. “Ninguém me falou nada”, afirmou. Ele é pré-candidato a deputado federal e   deverá se filiar a algum partido ligado ao senador Marcio Bittar, que também já saiu do MDB.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.