Primeira-dama trata com Socorro Neri de projetos voltados para escolas e aldeias

A primeira-dama do Estado, Ana Paula Cameli, visitou na manhã desta quinta-feira, 10, a Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE) para tratar sobre o andamento e execução dos projetos Maria da Penha vai à Escola e Maria da Penha vai às Aldeias, na grade curricular do Estado. Os projeto já estão presentes como módulo dentro da formação dos profissionais da Educação, o que levará conhecimento às equipes gestoras sobre o enfrentamento e combate à violência contra a mulher. 

Um dos pilares do projeto, que consiste na capacitação de professores e gestores, é trabalhar a Lei Maria da Penha Nº 11.340/2006 nas escolas, com a preocupação de contribuir para a formação dos profissionais da educação sobre a temática e apoiá-los na implementação de projetos pedagógicos, além de orientá-los quanto à notificação das situações de violência, incluindo a violência sexual contra crianças e adolescentes. “Não podemos fazer nada sozinhos, essa integração entre as secretarias é fundamental para a execução das ações. O projeto Maria da Penha vai à Escola é uma parceria do meu gabinete, Educação, Sejusp e SEASDHM”, destacou a primeira-dama, Ana Paula Cameli. Na oportunidade foi discutido também as ações a serem realizadas na Escola de Gastronomia e futuros projetos a serem executados nas áreas de Educação, Cultura e Esportes.

“A Educação está de portas abertas para trabalharmos juntos. Alinhados ao Gabinete da Primeira-Dama iremos fortalecer os nossos projetos”, ressaltou a secretária da pasta, Socorro Neri. Participaram da reunião, ainda,  a diretora de Ensino, Denise Santos, a chefe do Departamento de planejamento Maria José de Lima e a chefe da Divisão de Educação em Direitos Humanos e Diversidade, Irizane Clementino.

[Agência de Notícias do Acre]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.