Governo inaugura indústria de palmito que beneficiará mais de 200 famílias

Nesta sexta-feira, 11, foi inaugurada, no município de Senador Guiomard, a Indústria de Beneficiamento de Palmito Ikiry, do Projeto de Desenvolvimento Sustentável Nova Bonal. O evento teve a presença do governador Gladson Cameli, autoridades do Estado e município, políticos e produtores rurais. Mais de 200 famílias serão beneficiadas pela iniciativa estatal, incluindo a geração de 18 empregos diretos na Indústria. 

O valor total do investimento por parte do governo, por meio da Secretaria de Estado de Industria, Ciência e Tecnologia (Seict), é de R$ 1.100.000,00, com recursos da Fonte 500 (Proser-Bird). Esse valor foi executado para a modernização da nova agroindústria, que já está em pleno funcionamento, com a aquisição de equipamentos; fortalecimento da cadeia produtiva da pupunha; e benefícios para a comunidade local, com geração de emprego e renda.

“Não podemos esperar que as coisas caiam do céu. Precisamos de união, em Brasília, da bancada federal, do Estado, dos municípios, das secretarias, de todos, para que obras como essa possam ser multiplicadas no Acre”, disse o governador Gladson Cameli, que na oportunidade assinou também um termo de reinvindicações das comunidades produtoras locais, para ratificar o compromisso do Estado com o segmento agroextrativista da região.

O projeto da PDS Nova Bonal foi iniciado em 2018, em parceria da Seict com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Cooperativa Central de Colonização e Reforma Agrária (Cooperacre), e finalizado em 2020. O palmito sai da Indústria embalado em carretas e pronto para venda em supermercados e varejos do Estado, em potes de vidro de 300g e 1,2kg. A Expectativa para 2021 é a geração de outros 8 projetos executados pela Seict, com ações de fortalecimento do setor produtivo através de fomento à agroindústrias locais, totalizando R$ 5,8 milhões em investimentos.

“São mais de 200 famílias beneficiadas, que poderão vender seus produtos com segurança. É importante salientar que o desenvolvimento do Acre é a chave para a geração de empregos, para dar dignidade às pessoas. Esse é um dos principais compromissos do governador Gladson Cameli que nós, secretários de Estado, trabalhamos todos dias para cumprir”, afirma Anderson Abreu, titular da Seict. A Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa) participa da iniciativa apoiando a produção primária, no preparo de 60 hectares de área para o plantio da pupunha, gerando o subproduto do palmito. O Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre) auxilia na recuperação dos ramais próximos à Indústria, fundamentais para o transporte da produção do palmito.

“Nosso objetivo (Sepa) é criar meios para desenvolver o funcionamento deste projeto de maneira sustentavelmente econômica, criando emprego e renda para todas essas famílias que vivem na região. Estaremos presentes, levando apoio aos produtores rurais que vão desde a mecanização das áreas de capoeira até a parte de crédito rural e assistência técnica”, afirma Nenê Junqueira, secretário da Sepa. Segundo Manoel José da Silva, presidente da Cooperacre, a empresa Ikiry gera renda de mais de R$ 200 mil para as famílias participantes da agricultura familiar local, com média de produção de 6 mil kg de palmito por mês.

“O Governo Federal entrou em contato com a Cooperacre há uns 4 anos para reativar a antiga indústria de palmito, que existia no mesmo local. Houve várias mudanças, não conseguiram finalizar a obra, mas o governador Gladson Cameli, através do Secretario Anderson e da Seict, nos ajudaram a tornar esse sonho realidade”, agradece Silva. Antes da visita na fábrica, o governador também aproveitou para incentivar os presentes a se vacinarem. “Confiem na ciência. O Estado fará sua parte. Eu quero ver todo mundo disposto para trabalhar, mas para isso é necessário ter saúde”.

[Agência de Notícias do Acre]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.