Projeto da deputada Vanda Milani prevê brinquedos adaptados para portadores de necessidades especiais

A deputada federal Vanda Milani (PROS-AC) apresentou proposta na Câmara Federal que prevê adaptação de brinquedos destinados à prática de atividades de esporte e lazer, para portadores de necessidades especiais e cadeirantes em parques, condomínios privados ou públicos. O projeto de lei 3246/19 será analisado pela Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF).

“O problema é que atualmente os parques, praças e condomínios não são adaptados para os portadores de necessidades especiais. É nosso papel conscientizar e ampliar a participação deles na sociedade, bem como oferecer a eles uma ampla integração social”, afirma.

A proposta foi apensada ao Projeto de Lei 526/21, que trata da isenção tributária às academias, clubes e entidades que promovam atividades desportivas com a participação de idosos e deficientes. O projeto também será analisado pelas comissões de Direitos das Pessoas com Deficiência; Finanças e Tributação; e Constituição e Justiça.

O texto tramita em caráter conclusivo, ou seja, não precisa ser votado pelo Plenário, apenas pelas comissões designadas para analisá-lo.

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.