Governador se reúne com novo superintendente regional da Caixa no Acre

O governador Gladson Cameli recebeu o novo superintendente da Caixa Econômica Federal (CEF) no Acre, Thiago Assis, nesta terça-feira, 8. Durante o encontro, o chefe do Poder Executivo desejou sucesso ao novo gestor e aproveitou a oportunidade para reafirmar a parceria entre as duas instituições em prol da população acreana. Cameli lembrou da relevância histórica da Caixa Econômica e, mais recentemente, da importante contribuição do banco estatal na coordenação do pagamento do Auxílio Emergencial. Somente no Acre, o programa de transferência de renda do governo federal injetou cerca de R$ 1,5 bilhão na economia.

“A Caixa é o banco do cidadão. Falo isso porque é a instituição que atende muito bem as pessoas mais humildes. Nesta pandemia, a Caixa tem feito um papel social fundamental para o país. Por tudo isso, sou um grande admirador e espero continuar contando com a parceria”, disse.

No decorrer da reunião, Gladson reforçou o interesse na execução de obras de infraestrutura juntamente com a instituição financeira. Uma delas diz respeito à construção de moradias populares na capital e interior do estado, área de grande atuação da Caixa Econômica. “Sabemos do déficit habitacional que existe no Acre e queremos trabalhar para que mais pessoas possam ter acesso à casa própria. Gostaria muito de contar com a Caixa para podermos viabilizar a construção de novos conjuntos populares”, argumentou. No cargo há 15 dias, o novo superintendente classificou o encontro como produtivo e acredita em futuras parcerias de sucesso com o governo estadual, como é o caso de novos projetos para a criação de moradias, atendendo à demanda apresentada por Cameli.

“O governador foi muito solícito e nos deu total liberdade para falar sobre como a Caixa pode avançar em projetos para ajudar a comunidade. A Caixa é o banco da habitação e podemos ter projetos com o Estado para a construção de mais moradias”, declarou. Participaram ainda, da reunião, outros executivos da CEF: a gerente-geral executiva de Governo, Joyce Lourenço; o superintendente executivo de Habitação, Assis Medeiros; e a superintendente executiva de Governo, Janielli Oliveira.

[Agência de Notícias do Acre]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.