Semana do MEI 2021 apresenta tendências e oportunidades para pequenos negócios

O Sebrae preparou uma semana inteira com oficinas práticas e palestras com especialistas para microempreendedores individuais (MEI) e para quem deseja abrir o próprio negócio. Entre os dias 10 e 14 de maio, a Semana do MEI oferece uma programação totalmente online e gratuita para todo o país, com a participação de 45 palestrantes, entre especialistas da entidade e convidados. O tema da edição deste ano é “Uma nova visão para o futuro do seu negócio”, inspirado no bordão do empreendedor, influenciador digital e escritor, Rick Chester, que ficou conhecido nas redes sociais após viralizar com um vídeo no Youtube onde ensina como lucrar vendendo água no Rio de Janeiro. Ele será a grande atração do último dia da edição da Semana do MEI 2021, com a palestra de encerramento “Pega a Visão”. 

Ao longo da semana, os inscritos na Semana do MEI terão a oportunidade de participar de uma jornada de conhecimento para encontrar inspiração para empreender, conhecer tendências e oportunidades de negócios, aprender como se planejar para começar da forma adequada e cuidar das finanças, além de interagir com especialistas convidados que trarão dicas para vender mais na internet. A programação nacional tem a colaboração de unidades regionais do Sebrae, sempre com atividades práticas no período da manhã e lives inspiradoras e com dicas durante a tarde.

De acordo com a coordenadora do evento, Renata Malheiros, os assuntos do 1º dia tem foco no momento de crise enfrentado pelos empreendedores. “Vamos começar tratando de inteligência emocional, motivação, resiliência e criatividade, com apoio de especialistas”, contou.  Já o dia 11 será voltado para oportunidades de negócios, com grandes tendências, principalmente para o setor de alimentos e beleza. As lives terão a participação de Heloísa Nóbrega, especialista do Sebrae em redes sociais, sobretudo o Tik Tok, e da maquiadora Janaína Mayane, embaixadora MEI que promove cursos online. No dia 12, os participantes poderão aprender sobre a importância do planejamento e vendas pela internet  com a ajuda de Felipe Siqueira, sócio do Grupo Reserva, e de Mayra Moreli, gerente de negócios da B2W Marketplace. 

A equipe do Sebrae estará disponível no dia 15 para orientar os empreendedores na organização das contas, como fazer o dinheiro render e estratégias financeiras. A ganhadora do prêmio ‘Mulheres que transformam’, da XP, Bia Santos, abordará o tema educação financeira. As oportunidades do PIX para o MEI também serão tema de outra palestra, com a especialista do Banco Central, Mayara Yano.  No último dia, serão oferecidas oficinas para ajudar a vender mais, com foco no mercado digital, com convidados do Facebook,  HostGator (multinacional de hospedagem de sites) e da Kyte (plataforma online de vendas). 

Aprendizado à distância

A analista do Sebrae, Graziele Vilela, explica que os participantes vão aprender como vender melhor pela internet, usar as redes sociais a favor do negócio, além de conhecer mais sobre ferramentais digitais. “O grande diferencial deste ano é que será um evento com conteúdos mais voltados para a prática. Levaremos temas que auxiliem os MEI no dia a dia, já que eles atuam praticamente sozinhos”, ressalta. 

Na opinião da analista do Sebrae Pollyana Dietz Ferreira, o formato online da Semana do MEI 2021 possibilita uma maior participação e interatividade com os microempreendedores individuais e potenciais empreendedores em todo país.  “A maior parte desses conteúdos ficará disponível gratuitamente no Portal Sebrae após o término do evento, além de um time de especialistas em nossos canais de atendimento preparados para orientar os MEI e todos os que desejam empreender”.

Benefícios do MEI

Atualmente, existem 11,3 milhões de microempreendedores individuais em atividade no país e ainda há muito espaço para crescimento. De acordo com o último Perfil do MEI, elaborado pelo Sebrae, 76% possuem o empreendedorismo como única fonte de renda e apenas 2% eram empreendedores formais antes de se tornar MEI. O estudo também revela que 51% dos MEI em atividade tinham carteira assinada antes de se formalizar e 12% eram empreendedores informais.

A possibilidade de vender ou prestar serviços para o governo, ter um Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), acesso a produtos e serviços bancários, como crédito, são algumas das principais vantagens de ser um MEI. Sobre os direitos e benefícios previdenciários, a aposentadoria por idade, aposentadoria por invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade e pensão por morte estão na lista dos principais. Segundo a analista do Sebrae, o MEI é considerado um dos maiores programas de formalização do mundo e o Sebrae tem um papel fundamental na promoção e disseminação do conhecimento”, apontou Pollyana.  

[Assessoria]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.