Últimos preparativos para a inauguração da maternidade de Feijó

A população de Feijó, principalmente as mulheres do município, ganham nos próximos dias uma importante obra do governo do Estado. É que a obra da Maternidade de Feijó encontra-se nos últimos preparativos para a entrega que será realizada pelo governador Tião Viana.

A unidade conta com doze leitos, sendo quatro individuais para pré-parto, parto e pós-parto, oito alojamentos conjuntos, assistência ao recém-nascido, posto de enfermagem, sala de espera e rouparia, além da estrutura de apoio.

Orçada em R$ 1,2 milhão, a maternidade tem uma área construída de 451,80 metros quadrados. Os recursos financeiros para construção da unidade são oriundos de uma parceria entre os governos federal e estadual. Também foi investido cerca de R$ 1,5 milhão em equipamentos, mobiliários e materiais permanentes.

“A maternidade de Feijó vem para somar os esforços e o compromisso do governo do Estado, em ofertar serviços de saúde com qualidade para toda a população do Acre”, destaca a coordenadora de Planejamento da Secretária de Saúde, Lorena Seguel.

A unidade será referência para partos normais de baixo risco. A maternidade funcionará em conjunto com o Hospital Geral de Feijó, que também passa por melhorias em sua estrutura.

 

 

Agência


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.