Clínica odontológica do Sesc volta a atender pacientes

A clínica de odontologia do Sesc Centro retomou o atendimento com os pacientes na última segunda-feira, 3, após interrupção por conta da pandemia. As consultas serão destinadas para os trabalhadores do comércio e seus dependentes. O Sesc dispõe de sete odontólogos, cinco auxiliares em saúde bucal. Consultas de exame, reexame, restauração, exodontia, endodontia, fluorterapia e radiografia são os serviços oferecidos pela unidade.

Os interessados devem ligar para a clínica odontológica pelo número (68) 3302-1055  e informar os dados necessários para a recepcionista. Os dentistas serão responsáveis por realizar a triagem e indicar quais atendimentos serão prioritários. A preferência no agendamento das consultas será para os casos de urgência ou se o paciente teve o tratamento interrompido em decorrência da pandemia. “Não é necessário se locomover até a clínica para o agendamento, pois todo o procedimento será realizado por telefone”, explica o odontólogo do Sesc, Jorgeney Rebouças.

Os pacientes devem comparecer à unidade com máscara e respeitar o distanciamento social. Os consultórios serão esterilizados a cada consulta. Por isso, os dentistas vão se revezar nas salas que compõem o espaço. Em relação ao pagamento, a orientação é utilizar cartão de débito ou crédito. Outra recomendação, é chegar com dez minutos de antecedência do horário marcado.

[Assessoria]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.