Após polêmico vídeo, Mazinho limita horário de venda de bebidas alcoólicas em Sena Madureira

Por Wanglézio Braga

Depois de virar manchete negativa em jornais por impedir o trabalho de policiais em blitz de trânsito após festa agropecuária, o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), voltou a causar polêmica, desta vez, por regulamentar o horário de funcionamento de bares e distribuidoras que comercializam bebidas alcoólicas. A regulamentação foi publicada na edição de hoje (03) do Diário Oficial do Estado (DOE) e vem sendo tratada, entre os comerciantes, como a “ditadura do copo cheio”.  

O dispositivo de Mazinho Serafim possui dez artigos. Nele, o prefeito informa os horários e dias de funcionamento dos estabelecimentos. Em regra, os ambientes terão funcionamento previamente ordenado por categorias previstas em legislação.

Os bares classificados na primeira categoria vão funcionar da seguinte forma: “de domingo a quinta, das 6h até as 02h da manhã seguinte e às sextas, sábados e feriados, das 6h até as 3h da manhã do dia seguinte.

Os estabelecimentos considerados na segunda categoria devem operar de domingo a quinta, das 6h até as 00h e às sextas, sábados e feriados das 6h até as 02h. Por fim, os de terceira categoria vão comercializar bebidas de segunda a quinta, das 6h até às 20h e às sextas, sábados, domingos e feriados, das 6h até as 22h.

O artigo 3° diz que “as distribuidoras que comercializem bebidas alcoólicas poderão funcionar das 06h às 01h da manhã seguinte, de domingo a domingo, sendo expressamente proibida a venda de bebidas alcoólicas para consumo no próprio local do estabelecimento. Considera-se “consumo no próprio local” os casos em que o estabelecimento ofereça meios favoráveis à permanência dos clientes, dispondo de mesas, cadeiras, bancos ou similares, televisores ou som etc”.

As populares conveniências nos postos de gasolina também vão ter que se adequar as novas normas. “O horário de funcionamento dos estabelecimentos que comercializem bebidas alcoólicas em postos de combustíveis é das 06h às 23h, sendo vedado o consumo na área do estabelecimento destinado a circulação e abastecimento de veículos”.

Por fim, para “eventos previstas no calendário nacional ou local que propiciem mudança significativa do comportamento social, e que tradicionalmente são realizadas em horários incompatíveis com os fixados neste Decreto, terão os horários estabelecidos pelo Poder Executivo Municipal em conjunto com o Comando da Polícia Militar local, podendo ser estabelecido, temporariamente, e por período não superior a duração do evento, a prorrogação do horário máximo de funcionamento dos estabelecimentos, observando-se em todo o caso as informações e recomendações de funcionamento constantes da licença de segurança”.


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.