Vila Campinas recebe ambulância para o Samu

Para atender a demanda da comunidade de Vila Campinas (cerca de 60 km da capital Rio Branco), foi entregue na última quarta-feira, 1, uma ambulância que vai agilizar o transporte de pacientes que necessitem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Com a aquisição do veículo, o tempo de espera para atendimento é reduzido, tendo em vista que não será necessário o deslocamento de veículos de Rio Branco ou de outros municípios para a localidade.

A ambulância, equipada para garantir todas as condições de atendimento em casos de urgência e emergência, representa um investimento de R$ 220 mil.

De acordo com Luciete Fernandes, gerente administrativa da Unidade Mista Ana Nery em Vila Campinas, a ambulância que havia na unidade tinha muito tempo de uso e sempre precisava de manutenção. "Quando o Samu era acionado, recorríamos a Acrelândia, Senador Guiomard ou Plácido de Castro para o transporte das vítimas até a capital ou até a própria unidade de acordo com a necessidade do usuário”, explica.

Com uma população aproximada de oito mil habitantes, na região da Vila Campinas, às margens da BR-364, é muito comum a ocorrência de acidentes e também é cercada ramais, o que dificulta o trabalho de assistência e locomoção das vítimas. Deste modo, o ganho de uma ambulância para a localidade garante uma melhor assistência para os moradores da região.

“Estamos aqui fazendo a entrega dessas ambulâncias adquiridas em um esforço muito grande do nosso governador Tião Viana. Já é uma característica ir até as unidades de saúde do interior conhecer a realidade de perto, e quando é para fazer um investimento importante, como é uma ambulância, melhor ainda”, destaca Rui Arruda, secretário de Estado de Saúde.

Outros municípios

Nesta semana, o governador Tião Viana entregou quatro novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), resultado de um convênio de sete que simbolizam um investimento de R$ 1,5 milhão dos cofres do Estado.

O governador chegou, assim, à marca de 54 novos veículos entregues em toda sua gestão – de 2011 a 2018 -, presentes em todos os municípios do Acre.

Além da Vila Campinas, as novas ambulâncias serão enviadas a Brasileia, Manoel Urbano e uma à Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco.

Segundo a coordenadora do Samu no Acre, Lúcia Carlos, que está à frente do serviço há 15 anos, cerca de 300 profissionais em todo o estado fazem parte do atendimento de emergência, entre médicos, motoristas, telefonistas e técnicos.

“O desenvolvimento do Samu é histórico aqui no Acre. Renovamos nossa frota em quase 100%. Só este ano já são 17 viaturas. É um esforço muito grande para manter este serviço na rua, porque ele não é só veículos, mas pessoas. E isso nos deixa muito felizes, por saber que estamos atendendo a população”, explica Lúcia.

 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.