Brasiléia comemora 111 anos com desfile em carro aberto

Fazendo parte da programação dos 111 anos de Brasiléia, a Prefeita Fernanda Hassem, acompanhada de autoridades civis e militares, participou de um desfile pelas principais ruas da cidade onde as pessoas que acompanhavam, cantavam o Hino à Brasiléia, levando a bandeira do município nas mãos, mostrando o quanto o patriotismo aflora nos corações dos brasileenses.

Participaram do evento o governador Gladson Cameli, primeira-dama Ana Paula Cameli, presidente da assembleia legislativa, Nicolau Junior, presidente da Câmara de Brasiléia, Arlete Amaral, coronel do corpo de bombeiros Carlos Batista, deputados federais Vanda Milani e Alan Rick, caravana do governo, vereadores, autoridades civis e militares.

Bastante emocionada, a prefeita Fernanda Hassem destacou sua gratidão à população do município por prestigiar o aniversário e ressaltou a vinda das autoridades para participar do em comemoração aos  111 anos de Brasiléia.  “Brasiléia, 111 anos de uma cidade construída a muitas mãos, de um povo batalhador e a gratidão toma conta do meu coração, a Deus, população e as autoridades aqui presentes, civis, militares e eclesiásticas, em nome do Governador Gladson Cameli e ao nosso povo. Estou muito feliz, por ter uma cidade que celebra seu hino, que celebra a sua bandeira e que batalha por dias cada vez melhores”. O governador Gladson Cameli parabenizou Brasiléia e destacou o e destacou os investimentos do governo no município,

“Eu tenho o orgulho de estar aqui  e comemorar junto com a população os 111 anos do município de Brasiléia, e receber a melhor notícia que Brasiléia já  estar vacinando a população de 18 anos para cima. Eu só quero parabenizar Brasiléia e agradecer esse povo guerreiro que me recebe com muito carinho”, disse governador. Na ocasião, a prefeita Fernanda Hassem concedeu homenagens com a entrega de placas ao governador Gladson Cameli, coronel do corpo de bombeiros Carlos Batistas, e a banda de música da Polícia Militar, pelo relevante trabalho prestado ao município de Brasiléia.

[SECOM]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.