Decreto autoriza reabertura do comércio com 20% da capacidade

Por Marcelina Freire

O governador Gladson Cameli, publicou na edição desta segunda-feira, 01, do Diário Oficial do Estado (DOE) a autorização de reabertura do comércio. A decisão foi tomada juntamente com o Comitê de Acompanhamento Especial da COVID-19 e possui algumas restrições. De acordo com as novas regras do decreto, as atividades devem funcionar apenas durante a semana.

 “Fica determinada, durante os dias úteis da semana, em todo o território do Estado do Acre, a restrição no horário de funcionamento de todos os estabelecimentos e atividades comerciais com atendimento ao público, assim como de eventos em geral, que deverão permanecer fechados no período de 22h às 5h do dia seguinte, observadas ainda as seguintes restrições específicas por setor ou atividade”, diz trecho do documento.

Ainda de acordo com o decreto, bares, restaurantes, shoppings devem voltar a funcionar com capacidade de público de até 20% e limite de funcionamento até às 22h. Hotéis, motéis, pousadas e similares devem funcionar com até 30% da capacidade. Já os parques públicos, quadras e demais espaços públicos só é permitido ouso para atividades individuais.  

Lockdown aos finais de semana e feriado

Outra medida tomada pelo governo na tentativa de frear o avanço da pandemia de covid-19 no estado foi o decreto de lockdown. Com o decreto fica proibido durante finais de semana e feriados, em todo Estado do Acre, o funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais, com exceção das farmácias e hospitais. Também fica proibida a ocupação e a permanência de pessoas em espaços públicos destinados à recreação e ao lazer.

Segundo o documento, postos de combustíveis podem atender exclusivamente para fins de abastecimento de veículos oficiais das áreas da saúde e da segurança pública, assim como de veículos que estejam a serviço de concessionárias de serviços públicos essenciais.

O decreto prevê ainda que funerárias, restaurantes, lanchonetes, supermercados e similares, deverão funcionar exclusivamente por meio de delivery, sendo vedado qualquer tipo de atendimento presencial ao público, inclusive na modalidade drive-thru e similares.

Os estabelecimentos e eventos sujeitos à licença de segurança que descumprirem as disposições deste decreto, estarão sujeitos a penalidades, bem como ao imediato encerramento de suas atividades por qualquer um dos agentes fiscalizadores.

 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.