Colunistas

Novo secretário de Agronegócio foca na mecanização agrícola para fortalece produção rural

No cargo há pouco mais de um mês, o novo secretário de Pecuária e Agronegócio do Acre, pecuarista Nenê Junqueira começa a mostrar serviço e atrair atenção dos produtores rurais de um modo geral. Ele criou a Caravana da Produção e visitou vários municípios acreanos para ouvir as principais reivindicações dos produtores rurais e traçar metas capazes de contemplar todas as regiões.

Em entrevista a este colunista, na quarta-feira, 28, no programa RB Notícias, ao vivo, na TV Rio Branco-SBT, Junqueira deixou claro que o foco principal da Sepa, no momento é investir na agricultura mecanizada, apoiando os pequenos e médios produtores que não têm recursos financeiros para comprar os referidos maquinários.

Nenê lembrou que a Caravana da Produção que já percorreu os municípios de Sena Madureira, Acrelândia, Xapuri, Plácido de Castro, Senador Guiomard, Bujari, tendo como próximo destino o município de Porto Acre. Ele pretende trabalhar em parceria com as prefeituras e órgãos federais voltados ao setor agrícola. “As dificuldades são grandes. Por isso, precisamos unir forças”, afirmou.

Nenê substitui o médico veterinário Edivan Maciel, que assumiu oavaga deixada por Paulo Wadt, o primeiro a ser nomeado para o cargo no início da gestão do governador Gladson Cameli (PP). Portanto, em pouco mais de dois anos de governo, ele é o terceiro a ocupar tão importante pasta, uma vez que o atual governo aposta no agronegócio para colocar o Acre no caminho do desenvolvimento socioeconômico do Acre.

“Sou produtor rural e venho de uma família que tem tradição no setor. Por isso, tenho a poio da maioria dos pecuaristas e outros produtores, além da confiança do governador. Estou trabalhando com muita dedicação para corresponder a expectativa da maioria e ajudar o nosso governador a melhorar as condições de vida da população”, afirmou o secretário.

Nenê afirmou, ainda que representa a quinta geração de uma família que sempre investiu na produção rural. Ele também tem experiência administrativa, pois gerenciou dois grandes frigoríficos do mercado nacional no Acre. Também atuou como como executivo do Sindicato de Frigoríficos e Matadouros do Acre (Sindicarnes).

Segundo Nenê Junqueira, a busca por qualidade, produção de alimentos e sustentabilidade é uma das prioridades do governador Gladson Cameli. Disse ainda que o aumento da renda per capita e diversificação da economia dos países em desenvolvimento levaram a mudanças nos padrões de consumo.

 Tal fato, segundo ele, aumenta a sofisticação e diversificação dos alimentos consumidos. Ou seja, as pessoas estão procurando conveniência, saúde, nutrição e qualidade. E o Acre, segundo Nenê, pode ter posição de destaque nisso, tanto pela diversificação quanto pela quantidade de alimentos produzidos. “Mas temos muito a caminhar ainda”, afirmou.

Segundo o secretário, o lado positivo, é que o agronegócio é sustentado pelo aumento contínuo da produtividade. Isso se deve à utilização de tecnologia que maximiza a eficiência das cadeias produtivas. Ele acredita que, com apoio do governo e de outros órgãos voltados ao setor agrícola, além das parcerias que serão firmados, o Acre tem tudo para se tornar autossuficiente e aumentar o volume de exportação.

Cobrança

Primeira-secretária da mesa diretora da Câmara de Rio Branco, vereadora Michelle Melo (PDT) voltou a defender os profissionais de saúde e cobrar do poder executivo o compromisso da gestão municipal de saúde. “O compromisso com a sociedade, proposta por essa gestão parece que ficou somente no discurso. Não tem ações de fato realmente efetivas e relevantes’’, afirmou.

Decepção

"Estou decepcionada com a gestão da saúde do município, os trabalhadores da saúde estão se sentindo humilhados, maltratados, sobram arrogância e desrespeito por parte do secretário, falta transparência em suas ações como na divulgação dos dados reais da vacinação”. Ela lamentou os problemas que o município de Rio Branco enfrenta com ruas esburacadas, falta de iluminação pública, no transporte público.

Agradecimento

Vereador Joaquim Florêncio (PDT) registrou a presença na solenidade de entrega da sala de coleta da unidade de saúde Valdeísa Valdez, fruto de sua indicação ao Poder Executivo.

“Agradeço pela prefeitura atender a nossa indicação, moro naquele bairro e sei das dificuldades que é dormir na fila para conseguir uma ficha para marcar consulta” disse o vereador.

Compromisso

Ainda em sua fala, o parlamentar reiterou seu compromisso com os anseios da população rio-branquense “Quero dizer ao povo que eu também sofro as mesmas frustrações de vocês, e agrade ou não, vou continuar cobrando soluções para as ruas esburacadas, esgotos que não tem, de lâmpada que está queimada, de unidade de saúde que não tem médico. Estou aqui para zelar pelo povo” concluiu.

Cem dias

Na sessão desta terça-feira (27), o vereador Ismael Machado (PSDB) destacou sobre sua participação no evento ocorrido na última quinta-feira (22), reunião que pontuava as ações dos 100 dias de gestão do atual prefeito Tião Bocalom (PP). O parlamentar enalteceu a oportunidade de falar presencialmente a todos os secretários e ao prefeito, e aproveitou a oportunidade para fazer algumas indicações e sugerir ideias aos gestores.

Sugestões

“E muito louvável a recuperação de ramais, mas a nossa população em torno de 90% da população circula na parte urbana e não estamos tendo trafegabilidade também aqui na cidade, temos esgotos a céu aberto, bananeiras plantadas na cidade, temos que cuidar da cidade. O vereador apresentou algumas sugestões também ao Saerb, Zeladoria e pediu que a gestão faça mais pelos munícipes.

Relevância social

Rutênio Sá apresenta Projeto de Lei que visa a prestação de serviços de psicologia e de serviço social nas redes públicas de educação básica, foi apresentado pelo vereador Rutênio Sá (PP). Pelo projeto, psicólogo e assistente social integrarão equipes multiprofissionais desta rede pública de educação básica para atender necessidades e prioridades definidas pela política de educação.

Importância

Rutênio justificou a importância desses profissionais na educação básica. Segundo ele, o projeto vai garantir esses profissionais juntamente com a equipe multiprofissional da educação, contribuam para assegurar o direito de acesso e de permanência na escola bem como, garantir condições de pleno desenvolvimento do estudante e atuar em processos de ingresso, regresso, permanência e sucesso do estudante.

Preocupação

Vereador Emerson Jarude (MDB) ressalta a preocupação com o resultado do saneamento básico em Rio Branco. Jarude apontou a preocupação com resultado do relatório produzido pelo Instituto Trata Brasil, onde Rio Branco aparece entre as capitais, com pior saneamento básico do Brasil.

Saúde e dignidade

“A gente precisa ter um olhar para isso, porque sabemos que isso interfere diretamente nas outras condições como por exemplo na saúde, dignidade humana, combate à pobreza e uma série de outras coisas’’ ressaltou o vereador.

Precisa avançar

Ainda em sua fala o parlamentar comentou em relação a vacinação que está acontecendo no Município de Rio Branco, informou que precisa avançar para outros grupos e fez a sugestão para que a Prefeitura de Rio Branco faça uma busca ativa pelos idosos.

Solidariedade

Jarude fez um alerta aos avanços das facções criminosas e lamentou o ocorrido na Fazenda Santa Carmem, que se localiza próximo a Rondônia, relatando a invasão com fortes homens armados o que resultou grandes prejuízos aos proprietários, que tiveram seus bens destruídos.

Aglomerações

Vereador Adailton Cruz (PSB) denunciou reuniões com aglomerações promovidas pelo secretário municipal de saúde, Frank Lima, expondo um áudio do secretário afirmando que se precisasse reunir com 200 funcionários, assim faria, pois era necessário capacitar os soldados. Mediante ao fato, o vereador cobrou do secretário uma reflexão em relação a sua postura enquanto gestor.

Pedido de desculpas

“Recebi queixas dos trabalhadores que essas reuniões estavam sendo feitas sem o menor aporte de segurança, liguei na assessoria da Semsa e me informaram que era necessário pois tinham que tratar sobre o grupo prioritário de morbidades, mas essa não é forma que o secretário deve tratar, age sempre de forma truculenta, isso é um desrespeito ao atual momento que estamos vivendo, o secretário deveria pedir desculpas”, disse o vereador.

Piso dos ACS

Adailton Cruz cobrou do secretário, Frank Lima, o envio do Projeto de Lei que fixa o piso dos agentes de forma escalonada ao longo dos anos. Na semana passada, o secretário de Saúde, Frank Lima afirmou que o projeto seria enviado à Casa Legislativa, mas até o final da sessão, não foi protocolada.

Artigos Publicados