Colunistas

Deputada Mara Rocha quer inclusão digital por meio e aparelhos apreendidos pela Receita Federal

Deputada Mara Rocha quer inclusão digital por meio e aparelhos apreendidos pela Receita Federal

Deputada Federal Mara Rocha, encaminhou ofício ao Secretário da Receita Federal, solicitando que os equipamentos de informática, como computadores e tablets, apreendidos por aquele órgão federal nas alfândegas brasileiras, sejam doados para escolas dos municípios da Região Norte do Brasil, particularmente para as escolas dos municípios do Acre.

Segundo a parlamentar acreana, “os alunos das escolas da região norte sofrem com a falta de acesso a computadores, smartfones e tablets, o que dificulta o acesso às aulas virtuais nesse período de pandemia. E essa carência é ainda maior no Estado do Acre, que acaba de passar pela maior alagação dos últimos 20 anos, levando várias famílias ribeirinhas a perderem todos os seus pertences”.

 

“Não se pode mais pensar em educar as futuras gerações sem o uso dos preciosos recursos que computadores e o acesso à internet propiciam, e isso ficou ainda mais evidente durante essa pandemia. O maior problema é que a ausência de computadores ocorre nas regiões com maiores carências sociais, como é o caso da nossa Região Norte, perpetuando as terríveis desigualdades que já marcam este país”, explicou a deputada.

 

Com base nos dados da própria Receita relativos ao preço mínimo de materiais de informática apreendidos que seguem para leilão, a arrecadação se aproxima de R$ 20 milhões por ano nos leilões promovidos pelo órgão. “Tenho esperança de conseguir convencer a Secretário a direcionar doações para as escolas municipais do Acre que foram duramente atingidos com a pandemia e a alagação. Com isso poderemos dar um mínimo de acesso ao ensino para milhares de alunos que estão desde 2020 sem acesso a aulas”, finalizou Mara Rocha.

 

Primeira vez

Governador Gladson Cameli (PP) vice-governador, Wherles Rocha (PSL), ficaram frente a frente no fim da tarde e início da noite desta terça-feira, 27, durante a solenidade de promoção de Oficiais do Corpo de Bombeiros do Acre e entrega de ambulâncias para a instituição. Foi a primeira vez que os dois se encontraram em evento público após rompimento político.

Chegou primeiro

Wherles Rocha, chegou ao evento meia hora antes do previsto. Na ocasião, ele cumprimentou alguns militares e se manteve afastado dos demais membros do governo. Já o governador chegou depois acompanhado da ex-secretária da ex-secretária de comunicação, Silvânia Pinheiro, demais assessores e seguranças. Claro que os dois não se cumprimentaram.

Distanciamento

Gladson e Rocha mantiveram distanciamento recomendada pelas autoridades sanitárias em relação à pandemia do novo coronavírus. Mas o distanciamento despertou a atenção dos mais curiosos os, dois entre os dois estavam o secretário de Segurança Pública, coronel-PM Paulo Cézar e o filho do governador, Guilherme Cameli.

Ignoraram

Governador e vice sequer trocaram palavras, também não se cumprimentaram, trocaram palavras ou olhares. Aperto de não, nem pensar. O vice não discursou ou bateu palmas. Ele passou praticamente toda a solenidade sentado e sendo ignorado pelo governador. O Cerimonial do Palácio Rio Branco não registraram o nome de Rocha no evento e também não deram oportunidade para o vice falar.

Novo secretário

Em Decreto 8.763, publicado no Diário Oficial do Estado, nesta terça-feira, 27, o governador Gladson Cameli (PP) nomeou o jornalista Rutembergue Crispim como secretário de Comunicação (Secom). Ele assume a vaga deixada pela jornalista Silvânia Pinheiro.

Perfil do secretário

Rutembergue Crispim é gestor de Políticas Públicas do Estado do Acre. Possui formação em Comunicação Social/Jornalismo, pós-graduação em Assessoria de Imprensa e Marketing Político, atuou em cinco jornais impressos do estado (A Gazeta, Opinião, A Tribuna, O Rio Branco e Página 20), no site agazeta.net e na TV Rede Vida.

Experiência

O novo secretário tem experiência com assessoria de imprensa em diversos órgãos públicos e dentro do governo, e mais recentemente exerceu os cargos de assessor do Tribunal de Contas, Sesacre e exercia o cargo de chefe gabinete do governador Gladson Cameli.

Desafio

“Esse é mais um desafio que assumo na gestão do governo Gladson Cameli e me sinto feliz pela confiança. Darei continuidade ao trabalho que a colega Silvânia vinha fazendo de forma brilhante, com a certeza de que seguiremos juntos como equipe de governo”, destacou Rutembergue.

Continua no governo

A ex-secretária de Comunicação, Silvânia Pinheiro, que esteve à frente do cargo por dois anos e três meses, agora passa a integrar a equipe da Secretaria da Casa Civil, na função de coordenadora. Silvânia disse que já estava em diálogo com o governador Gladson Cameli há alguns dias para que ela ocupe uma função que o auxilie em várias ações de políticas públicas de forma mais próxima.

Conquistas

Entre as principais conquistas à frente da Secom, Silvania Pinheiro deixa como destaque a gestão do trabalho incansável de repórteres, fotógrafos, cinegrafistas, designers, sociais mídias, radialistas, sonoplastas e demais profissionais da área jornalística, bem como de todo o corpo administrativo, principalmente nas campanhas de comunicação contra o avanço da pandemia de Covid-19.

Deveriam se mancar

Senadores Renan Calheiros (MDB-AL) e Jáder Barbalho (MDB-PA) deveriam se mancar e não participar da VCI da Codi-19. Primeiro que os dois são mais enrolados do que fios de bonina e não terem autoridade para investigar ninguém e segundo por serem pais de governadores e terceiros pelos fato de seus filhos também serem investigados por desvios de recursos destinados ao combate à covid-19.

CPI da vergonha

A CPI da Covid-19 deveria ser chamada de CPI da Vergonha O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM) é especialista em promover escândalos administrativos. Não por a vários processos em Manaus. O relator, Renan Calheiros dispensa comentários, pois é o rei da armação e o vice-presidente Randolfe Rodrigues sempre foi cúmplice amem ao mar de corrupção dos governos Lula e Dilma.

Governo preparado

Deputado José Bestene, líder da bancada do PP na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), afirma que o governo está devidamente preparado para dar a devida transparência à CPI da Educação. O parlamentar reforçou o trabalho do governo na Saúde, que em apenas um ano potencializou a prevenção e o tratamento.

Cadastro reserva

Bestene falou ainda sobre a convocação do cadastro de reserva. Ele não tem dúvida que os demais serão convocados. O deputado destacou a reforma de centenas de escolas, estradas estaduais, os títulos definitivo das propriedades, as obras que estão sendo executadas na capital e interior e agora o Cartão do Bem que vai beneficiar mais de 18 mil famílias carentes.

Governador popular

Segundo Bestene a aceitação popular do governador Gladson Cameli não ocorre por acaso. Ainda segundo Bestene, o governador é querido pela popula.ao porque vai ao e centro do povo, tanto na capital quanto no interior, no campo e na cidade, no centro e na periferia. O Acre, segundo Bestene, jamais viu um governador verdadeiramente tão popular e carismático.

Ponte da integração

A ponte sobre o Rio Madeira, a ser inaugurada no próximo mês, é fruto de trabalho de Gladson ainda como senador. Claro e evidente que a ponte não será apenas mais um obra, mas sim uma integração do Acre com os demais estados brasileiros. Também representa o fim do atraso e da exploração das empresas que historicamente obtiveram lucros fazendo a travessia por balsa.

Artigos Publicados