Colunistas

Aleac é alvo de nova operação da Polícia Federal

Há pouco mais de um mês, precisamente no dia 11 de setembro, a Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) foi alvo da "Operação Acúleo", da Polícia Federal, que cumpriu mandados de busca, apreensão e prisão, em Rio Branco e Cruzeiro do Sul. Na operação, foram apreendidos R$ 120 mil na casa do presidente da Aleac, deputado Nicolau Junior (PP) e uma relação contendo nome de funcionários que ocupam cargos comissionados no Poder Legislativo, além de outros documentos que podem comprometer a mesa diretora. A coordenadora de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal, delegada Larissa Magalhães, afirmou, em entrevista à imprensa, que o presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (PP), recebeu dinheiro público em sua conta pessoal. 
Pois bem, nesta quinta-feira,22, uma nova “visita” foi feita à Aleac, desta feita pela “Operação Res Principis”, também da Polícia Federal. Para evitar a continuidade das práticas delitivas e impedir possível prejuizo à apuração dos fatos, a Justiça Federal determinou o afastamento de 10 servidores da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). Ao todo, a polícia cumpre 33 mandados judiciais, sendo 18 de busca e apreensão e 13 medidas cautelares substitutiva à prisão e dois de afastamento cautelar de cargo público de pregoeiro e ex-prefeitos.
Segundo informações, o pedido de afastamento referido foi solicitado pelo Ministério Público Federal e a Polícia Federal, responsável pela “Operação Res Principis” deflagrada nesta quinta-feira, 22, em Rio Branco, e em Chopinzinho, no interior do Paraná, visando desarticular grupo criminoso que, de forma estruturada, fraudou contratos públicos no âmbito das antigas gestões da Assembleia Legislativa do estado do Acre.
No geral, foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão em endereços de pessoas físicas e jurídicas em Rio Branco (AC) e um em Chopinzinho(PR) e nas dependências de setores administrativos da Assembléia Legislativa. A operação policial deflagrada deu-se no âmbito de três inquéritos distintos, sendo que um deles apura indícios de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, tendo em vista possível fraude nas informações constantes do Portal da Transparência da Aleac, pagamentos superiores ao teto a servidores (super salários) e pagamentos a servidores fantasmas.
O segundo inquérito em tramitação, apura indícios de crimes de corrupção ativa e passiva, além de suspeita de fraude em licitação, com o consequente recebimento de vantagens indevidas por parte da empresa P. N. Aguiar e Maia Representações. O terceiro inquérito apura ainda a possível ocorrência de peculato e lavagem de dinheiro, tendo em vista possível desvio de recursos da Aleac, por meio de contrato fraudulento com a empresa Maia & Pimentel que estaria devolvendo parte dos pagamentos a servidores públicos.
Fruto de meses de investigação, a operação teve início quando membros de uma esquema criminoso, que agia fraudando licitações de publicidade da Aleac, buscaram aliciar servidores públicos para que impedissem a atuação dos órgãos fiscalizadores. Com o aprofundar das investigações, verificou-se que tais membros da organização criminosa também praticavam diversos outros crimes dentro da Assembleia Legislativa, como “rachadinhas”, contratação de “funcionários fantasmas, concessões indevidas de passagens aéreas, entre vários outros. A operação terá desdobramentos nos próximos dias.

Visita ao TJ
Novo deputado estadual Pedro Longo (PV) fez visita de cortesia ao presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC), desembargador Francisco Djalma, nesta quinta-feira, 22.Durante a conversa, o deputado parabenizou o presidente pela eleição para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) na função de membro titular, na classe desembargador do órgão eleitoral.
Retribuição
Djalma, em um gesto de retribuição, desejou um bom mandato ao deputado recém-diplomado e reafirmou a importância das parcerias institucionais nos programas e projetos desenvolvidos pelo Judiciário. Assim que tomou posse no cargo, Pedro Longo assumiu a presidência da Comissão de Defesa do Consumidor na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac).
Repercussão
Duas entrevistas feitas esta semana, por este colunista no programa RB Notícias, ao vivo, na TV Rio Branco-SBT, geraram grandes repercussões bem acima da média: a do ex-deputado João Correia, na quarta-feira e a do doutor Cloves Ferreira, na quinta, 22.  Cloves é titular da quarta vara criminal, mas também responde, interinamente, pela terceira vara, uma vez que o doutor Nonato Maia encontra-se de férias.
Mais uma vítima
Presidente da Associação de Moradores do bairro, Hélio Melo, Levi Freitas de Andrade Paulino tinha 39 anos, primo do candidato do PSDB à Prefeitura de Rio Branco e um dos coordenadores da campanha, foi assassinado ao fim da tarde desta quinta-feira, 22, na Sapolândia, uma pequena comunidade que existe nas proximidades da zona A do Distrito industrial. Levi é mais uma vítima da violência em Rio Branco.
Solidariedade
Os demais candidatos à Prefeitura de Rio Branco, sobretudo Socorro Neri (PSB) e Tião Bocalom (PPP) e a vice, Marfisa Galvão (PSD), externaram solidariedade ao candidato  Minoru Kinpara, pela morte do seu primo, Levi Freitas de Andrade Paulino, assassinado na tarde desta quinta-feira (22).Em nota, Bocalom e Marfisa pediu que Deus conforte, proteja e ilumine os familiares e amigos de Kinpara neste momento de dor e choque para todos.
Cobrança
“Em nome de toda a Coligação Produzir para Empregar, cobramos de forma veemente das autoridades de Segurança Pública uma apuração rigorosa dos fatos para que os culpados sejam levados à Justiça e punidos. Rogamos a Deus que conforte, proteja e ilumine os familiares e amigos de Kinpara neste momento de dor e choque para todos nós”, afirmou Marfisa Galvão.
Duarte no Tucumã
O candidato à prefeitura de Rio Branco pelo MDB, Roberto Duarte, visitou na tarde desta terça-feira, 22, os comerciantes do bairro Tucumã e aproveitou para apresentar as suas propostas voltadas ao emprego e empreendedorismo. Na conversa com os comerciantes e moradores, Duarte apresentou o seu programa Pró-negócio que prevê oferta de micro-crédito produtivo em até R$ 5 mil com juros próximos a zero.
Major x coronel
Vice-governador e presidente da executiva municipal do PSL, major Wherles Rocha criticou o coronel Ulysses Araújo por este ter declarado apoio à candidatura da prefeita Socorro Neri (PSB) à reeleição, na quarta-feira. O major acusou Ulysses de ser petista e o troco veio de imediato. O coronel afirmou que o major precisa de um tratamento psiquiátrico urgente.
Tratamento
“Na verdade um tratamento multidisciplinar por parte dos profissionais que estudam a mente humana. Você transfere tudo o que você é para as outras pessoas. Essa tua conversinha não cola mais. Troca o disco. Ninguém aguenta mais ouvir esse “rack-rack” de menino buchudo. Cresce e amadurece ou então se submete logo a uma internação no Hosmac.
Acordo
O coronel afirmou: “PTista é o teu candidato Minoru. Eu nunca fui se quer filiado ao PT. O teu candidato foi Presidente do PT e já conta com apoio dos PTistas e do PC do B, caso vá para o segundo turno. Ulysses Araújo externou um acordo que estaria sendo feito entre petistas e tucanos para a disputa do segundo turno, caso Minoru consiga chegar lá.
Ofensas
“Esses dias vi uma postagem sua dando uma de coitadinho e se fazendo de vítima, mentindo que sua mãe foi ofendida pelo Governador Gladson e que nem as facções fazem isso, mas quero refrescar a sua memória que nas eleições passadas você covardemente ofendeu a mãe e o pai do Senador Marcio Bittar. Essa foi uma das ofensas mais baixa que eu jamais tinha visto na minha vida. É esquecimento, mau caratismo ou problema mental mesmo ???”, afirma o coronel.
Ambição
“Você não tem compromisso com o Acre. Seu compromisso é só com a sua ambição de poder, e por isso passa o tempo todo agindo de maneira covarde e sorrateira, tramando nos bastidores derrubar o Governador que de boa-fé te escolheu pra ser Vice dele e que foi legitimamente eleito pelo povo”, acrescentou Ulysses.
Golpe em Gladson 
“A sua tentativa de eleger o Minoru a qualquer custo faz parte dessa sua traição. Você busca desmoralizar o Governador para tentar dá um golpe. Reflita suas ações para saber o real motivo de ninguém querer se aliar a você. Você só teve apoio do PSL por ter empurrado goela abaixo, nenhum outro partido ou político quis lhe apoiar, porque você não passa confiança”, afirmou.
Fakes news
“A sua forma de fazer política é suja e nojenta. A sua postura é de sempre ofender as pessoas, de denegrir e desconstruir a imagem das pessoas e promover ataques covardes para destruir a reputação de pessoas de bem com as suas mentiras e baixarias; e para isso utiliza aquele grupo que você tem dentro do seu gabinete e que são pagos com dinheiro público para ficar na internet, inventando mentiras e criando fakes”, disse.
Sentimento de pena
O coronel concluiu afirmando que o único sentimento que tem ao major é de pena. Afirmou ainda que  Rocha quer apenas distância, pois ele é “uma pessoa de alta periculosidade. O povo acreano, segundo o coronel, ainda vai enxergar isso. “Infelizmente sou obrigado a perder meu precioso tempo para me defender dos seus ataques covardes e das suas mentiras”. Que Deus te abençoe e lhe conceda a cura dessa sua loucura!!!”, concluiu.

Artigos Publicados