Colunistas

A popularidade e o prestígio político-eleitoral do governador Gladson Cameli

Pesquisa da Agência de Pesquisa, o governador Gladson Cameli (PP) seria reeleito, se as eleições fossem hoje. Gladson lidera em todos os cenários feitos pela Delta. Na consulta espontânea, por exemplo, Gladson Cameli (PP) lidera com 21,85% dos votos. O ex-governador e ex-senador Jorge Viana (PT) aparece com 6,01%; a deputada federal Mara Rocha (PL) tem 2,54%. O senador Sérgio Petecão aparece com 2,20%. O deputado Jenilson Leite (PSB) tem 0,35% dos votos. Flaviano Melo (MDB) e David Hall (Cidadania) têm 0,23%, cada. Nilson Euclides, professor da Universidade Federal do Acre e cientista político, não pontuou. Outros (0,46%), Brancos e Nulos (3,01%). Não sabem responder representam 63% dos entrevistados.

Já na pesquisa estimulada, quando os candidatos são apresentados pelo pesquisador ao entrevistado, Gladson lidera com 49,02%; Jorge Viana aparece em segundo lugar com (15,14%); a deputada federal Mara Rocha (8,67%), o senador Sérgio Petecão (6,94%); Flaviano (2,54%), Jenilson Leite (1,27%), David Hall (0,58%) e Nilson Euclides (0,00%). Brancos e Nulos (6,24%) e não sabem responder ((9,60%).

Quando o cenário pesquisado só inclui Gladson Cameli, Sérgio Petecão, Flaviano Melo, Mara Rocha e Jenilson Leite, o resultado é este: Gladson (55,14%); Mara Rocha (10,64%); Petecão (8,90%); Flaviano (3,82%); Jenilson (2,20%). Brancos e Nulos (10,40%); Não Sabem (8,90%). Neste cenário não aparecem o ex-senador Jorge Viana (PT), Nilson Euclides e David Hall.

Neste outro cenário da estimulada, o ex-senador Jorge Viana aparece no lugar de Jenilson Leite. O governador Gladson Cameli volta a liderar com 55,38%; Jorge Viana 16,76%; Petecão 9,25%; Flaviano Melo 2,89%; Brancos e Nulos somam 7,51%; Não sabem: 8,21%. Se o governador Gladson Cameli será ou não reeleito em 2022, só o tempo dirá, mas diante de sua popularidade, seja na capital ou interior e da fragilidade de seus adversários, podemos afirmar que a reeleição encontra-se muito bem encaminhada é algo praticamente irreversível. A pesquisa Delta apenas confirma os dados das outras e revela o óbvio sobre a popularidade e o prestígio politico-leitoral do governador.

Segundo Turno

A Delta também consultou os entrevistados em um eventual segundo turno entre Gladson Cameli e Jorge Viana. Gladson ganha com folga, 63,01% contra 21,39% do petista. Brancos e Nulos: 7,98%. Não sabem: 7,63%.

Com Mara

Em um cenário em que a deputada federal Mara Rocha ficaria frente à frente com Gladson, o governador progressista também ganha. Gladson tem 64,05%, contra 16,42% da nova liberal. Brancos e Nulos: 11,79%. Não sabem: 7,75%.

Com Petecão

A vitória de Gladson Cameli é ainda maior quando colocado o cenário entre ele e o senador Sérgio Petecão. Gladson derrota Petecão com 66,36% das intenções de votos. Petecão tem 13,53%. Brancos e Nulos12,60%. Não sabem: 7,51%. Mas, esmagadora é a preferência por Gladson quando o adversário é o socialista Jenilson Leite. Gladson tem 72,25% dos votos. Jenilson 5,90%. Brancos e Nulos: 13,06%. Não sabem: 8,79%.

O mais rejeitado

Entre os candidatos, o mais rejeitado é Jorge Viana com 22,18%. Em seguida, o senador Sérgio Petecão, com 18,72%; Flaviano 9,23%; Gladson Cameli, 7,19%, a deputada federal Mara Rocha 6,65%, Jenilson 6,21%, David Hall 5,59% e Nilson Euclides 5,32%. Não sabem: 18,90%.A pesquisa ouviu 865 pessoas no período de 26 de outubro a 6 de novembro. A confiança é de 95% e a margem de erro estimada é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Incomodando

Apoiada pelo Presidente Jair Bolsonaro, a pré-candidatura da professora Marcia Bittar ao Senado começa a incomodar muita gente. Esta é a avaliação do senador Marcio Bittar (PSL-AC), seu maior incentivador. “Marcia tem apoio também e dez partidos alinhados ideologicamente ao pensamento do Presidente Jair Bolsonaro”, afirmou o senador.

Fakes news

Segundo o senador, os adversários estão a plantar informações falsas e gerando fake news, numa desesperada tentativa de desvirtuar e desnortear a pré-candidatura de Marcia, mas vão perder tempo. “Estamos trabalhando com humildade e com a verdade”, afirmou o senador. Segundo ele, as mentiras não conseguirão prejudicar o nosso trabalho”, diz o parlamentar.

União Brasil

Marcia Bittar ainda não definiu seu novo partido, mas poderá ser o vir a ser o União Brasil, sigla resultante da fusão entre PDL e DEM. “Deixo bem claro que a Marcia não está à procura de partido”, afirmou.  Existem vários partidos a convidar a pré-candidata, mas ela prefere agir com muita cautela para evitar precipitações.

Contra o Brasil

Márcio Bittar lamenta que, em um momento crucial da retomada do crescimento econômico, em que precisamos ainda amparar milhares de famílias desestruturadas no pós pandemia, alguns deputados acreanos estejam indo a público comemorar a decisão de vetar quase um bilhão de reais que seriam investidos no Acre. Eles são contra o Acre e o Brasil.

Eficiência

A Polícia Civil do Acre é a segunda do ranking brasileiro que mais elucida crimes, ficando atrás apenas do Maranhão (98,48%). O estado com o pior índice nacional foi o Espírito Santo (26%). Os números são da pesquisa realizada pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara Federal, com apoio da Associação dos Delegados de Polícia Civil (Adepol) do Brasil.

Marco temporal

Segundo a Adepol, considerou-se o marco temporal para a pesquisa, divulgada no último dia quatro deste mês, o período entre os anos de 2018, 1019 e 2020, conforme a base de dados fornecida por cada instituição, realizando-se uma mediana final com base em todos as informações compilados de todos os Estados.

Fazendo a diferença

Claro que, apesar de incentivadores, para a própria polícia, e relevantes, para a população do Acre, os números revelados pela pesquisa não nos surpreendem. Digo isso pelo fato de ser conhecedor do grau de profissionalismo e da qualidade dos integrantes da Polícia Civil acreana. Isso faz a diferença.

Investimentos

O Governo do Acre investiu muito no Sistema de Segurança Pública de um modo geral, sobretudo na Policia Civil, que a Polícia Judiciária. O governador Gladson Cameli investiu na compra de armas, munições, coletes, contratação de novos servidores, sobretudo agentes, datiloscopistas e delegados e em serviço de inteligência.

Acima da média

No Brasil a Associação Brasileira de Criminalística (ABC) afirma: não há peritos suficientes no país. A falta de profissional reflete a média baixa de homicídios solucionados; apenas entre 10% a 20% dos casos. Na Inglaterra são resolvidos mais de 90%; na França 80%; já nos Estados Unidos 65% dos casos de homicídios são solucionados. Portanto, o Acre está bem acima da meda nacional.

Um dia especial

Apesar de por força de um decreto, a data tenha sido antecipada para terça-feira, hoje, quarta-feira, 17 de novembro, é um dia especial para todos acreanos, de nascmento ou por opção. Em 17 de novemnbro de 1903, em Petropolis (RJ), era assinado o Tratado de Petropolis, que aenxou o Acre ao Brasil.Portanto, hpa exatos 118 anos, deixamos de ser bolivianos para sermos definitivamente brasileiros.

Artigos Publicados