Colunistas

Números do Caged mostram governo no caminho do crescimento econômico

A economia do Acre está a reagir de maneira positiva após o período mais crítico imposto pela pandemia do novo coronavírus. Os números são confirmados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência. Após uma fase extremamente atípica para o comércio e setor produtivo, o estado voltou a se destacar na geração de novos postos de trabalho. O saldo contabilizado entre 2019 e 2021 foi de 12 mil empregos. Destaque para 15 cidades acreanas que contribuíram diretamente para alcançar este resultado.

Na série comparativa, 2021 apresentou os melhores resultados. Enquanto em 2019 menos de mil empregos foram consolidados, em 2021 o saldo ultrapassou oito mil postos formais com carteira assinada. Artes, cultura, esporte e recreação; atividades administrativas e serviços complementares; atividades profissionais, científicas e técnicas; comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas; construção civil; eletricidade e gás; indústria de transformação; informação e comunicação; e saúde humana e serviços sociais foram os setores que mais empregaram nos últimos três anos.

Quando comparado aos demais estados da Região Norte do país, o Acre ocupa posição de destaque. Em 2020, registrou o segundo maior crescimento e, no ano passado, ficou atrás somente de Tocantins e Rondônia. Nos últimos três anos e meio, o governo tem contribuído com o fortalecimento da economia. Por meio de contratação de novos servidores, prioridade às empresas locais em compras governamentais, criação de programas voltados para a geração de empregos, incentivo ao agronegócio e execução de grandes pacotes de obras públicas, o Estado não mede esforços em favor do desenvolvimento do Acre.

O governador entende que é preciso criar as condições necessárias para que o estado cresça. Temos feito isso desde o início da nossa gestão e os frutos começam a aparecer. Ele quer continuar trabalhando ainda mais para que as pessoas tenham mais oportunidades.

Desde a semana passada, o governador Gladson Cameli cumpre agenda em Genebra, na Suíça, onde participa da 110ª Conferência da Organização Internacional do Trabalho (OIT), e em Londres, no Reino Unido. O principal objetivo da viagem ao continente europeu é apresentar as potencialidades da região e atrair investidores internacionais para o Acre.

 

Audiência pública

Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) promoveu, na manhã desta quarta-feira,08, uma audiência pública para debater acerca do alto índice de feminicídios no Acre. O evento é fruto de um requerimento apresentado pelo deputado Daniel Zen (PT), e contou com a participação de representantes de órgãos e entidades de representação da mulher na sociedade.

Vídeo exibido

No início da solenidade foi exibido um vídeo com uma canção que em sua letra traz a preocupação de uma mulher em ser agredida pelo seu companheiro, e como isso a afetava. O líder do PT, na Aleac, deputado Daniel Zen, falou sobre a importância de se debater o crescimento do número de feminicídios no Estado e a contribuição do parlamento acreano para combater esse tipo de crime.

Preocupante

“O alarmante índice de feminicídio no Acre é preocupante, é assassinato de morte anunciada, surge após uma escalada de violência doméstica e, se não tem política pública de conscientização, esses números continuarão crescendo e tornando o Acre o estado que mais mata mulheres no Brasil. O governo precisa agir. Precisamos nos unir para mudar isso”, avalizou.

Ranking nacional

O Acre é líder no ranking nacional de feminicídios, de 2018 a 2020 foram 98 mulheres assassinadas e 37 delas foram mortas, exclusivamente, por serem mulheres, segundo dados do Observatório de Análise Criminal do (NAT/MPAC). Dos 22 municípios acreanos, 14 apresentaram pelo menos uma vítima de feminicídio, sendo que na capital aconteceram 17 casos registrados.

Clandestinidade

A Comissão de Serviços Públicos da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) recebeu na manhã desta terça-feira (07), representantes dos motoristas de aplicativos e mototaxistas, para discutir assuntos referentes a irregularidades e clandestinidade nos transportes. A reunião foi conduzida pelo deputado Roberto Duarte (Republicanos).

Aplicativo

A classe de mototaxistas se posiciona contra a aprovação da proposta que tramita na Câmara de Rio Branco, que regulariza o transporte de aplicativo feito por motos. Eles alegam que tal ato seria o mesmo que normalizar o serviço de transporte clandestino. Eles usam como exemplo o que já ocorre com carros que atendem chamadas via software, é natural que o mesmo ocorra com motos.

Os dois lados

Deputado Roberto Duarte pontuou a importância de se ouvir os dois lados, mas reiterou que não é de competência do Poder Legislativo a regulamentação desse transporte, mas sim da Câmara de Rio Branco. Todavia, os parlamentares se prontificaram em contribuir para uma melhor saída para ambos os lados. Também participaram da reunião os deputados Daniel Zen e Jonas Lima (PT), Neném Almeida (Podemos) e Gehlen Diniz (PP).

Dinheiro na conta

Governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), informa que o 11º lote de verbas retroativas devidas a servidores do Estado foi pago nesta quarta-feira, 8. O montante liberado foi de R$2.784.292,85, com um total de 473 servidores contemplados, dinheiro que entra em circulação na economia do estado.

Comunicação

Coordenadores das rádios do sistema público de comunicação do Governo do Acre, jornalistas e radialistas se reuniram nesta quarta-feira, 08, para traçaram novas metas. A reunião foi realizada na sede da Secom, comandada pela secretária de Comunicação, jornalista Naiara Lessa.

Importante

O diretor de Jornalismo da Rádio Difusora Acreana (RDA, jornalista e radialista Damião Viana, avaliou o encontro de forma extremamente importante. “Precisamos melhorar essa relação com todos os radialistas do sistema público e a equipe da Secom. Por isso, esse debate é muito importante porque busca melhorias, tanto aos nossos profissionais quanto aos os nossos ouvintes”, afirmou Damião.

Rede de rádios

Dois programas gerados na capital são transmitidos em rede estadual de rádios AM e FM: Cidadania, de segunda a sexta-feira, das 7h ás 8h30, ao vivo gerado pela Rádio Aldemir FM, apresentando pelo jornalista airo carioca e o Gente em Debate, também de segunda a sexta, das 10h às 12h, em rede estadual, comandado pelo jornalista Damião Viana, na Rádio Difusora Acreana. O Jornal Difusora, das 6h às 7h, também é transmitido em rede estadual.

 

Artigos Publicados