Colunistas

Socorro Neri na Educação: nome certo no lugar certo

Socorro Neri na Educação: nome certo, no lugar certo

A nomeação da ex-prefeita de Rio Branco, professora-doutora Socorro Neri (PSB0 como nova secretária estadual de Educação, Cultura e Esportes, teve repercussão bastante positiva na Assemblei Legislativa do Acre (Aleac). O primeiro a se posicionar sobre o ingresso de Socorro Neri no governo foi o líder do PSB, deputado Manoel Moraes. Ao se referir sobre os escândalos registrados no setor, registrados na gestão do ex-secretário, professor Mauro Sérgio, o parlamentar afirmou que acredita que a nova secretária vai conseguir em pouco tempo, botar ordem na casa e gerar pautas positiva para o governo.

“Não poderia deixar de comentar essa nomeação, Socorro é diferenciada e assumirá a Secretaria de Educação na hora certa. Sabemos o quanto está difícil essa questão da educação na pandemia, ela cuidará de tudo. Ela é competente, inteligente e saberá por ordem na bagunça generalizada que se instalou naquele setor”, afirmou o deputado. Correligionário da nova secretária, Moraes sabe muito bem de quem está se referindo. Por isso, fala com convicção, com a certeza de que não será decepcionado. Socorro Neri vai mostrar, mais uma vez, que tem competência e sabe administrar crises, assim como fez na Prefeitura de Rio Branco.

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Pedro Longo, ainda no PV, também fez questão e desejar boas-vindas à nova secretária. “Parabenizo o governador pela escolha certa da ex-prefeita Socorro Neri. Independente de visões políticas, ela chega num momento certo, a Secretaria precisa de alguém com experiência em gestão pública e isso ela tem bastante. Desejo muito sucesso à professora nesse novo desafio”, afirmou. O parlamentar também acredita que Socorro irá mudar pra melhor o sistema educacional do Acre, agindo de forma criativa e transparente como é seu tradicional estilo de gestão, baseado em princípios éticos e morais.

Na primeira agenda oficial com a nova secretária de Educação, Cultura e Esporte do Acre, Socorro Neri, o governador Gladson Cameli (PP) confirmou que o Estado vai pagar de uma só vez o Prêmio de Valorização e Desempenho Profissional (VDP) aos professores da rede pública de ensino. O anúncio foi realizado na Casa Civil, no início da tarde desta quarta-feira, 5, com a presença do secretário da Casa Civil Flávio Silva. Anteriormente, com anuência do sindicato da categoria, o pagamento do benefício havia sido definido em duas parcelas, sendo a última para o mês de junho.

Gladson Cameli aproveitou para saudar publicamente a chegada da secretária e agradeceu por ela ter aceitado o convite. “Nós temos que estar muito sintonizados. Agradeço a senhora por ter aceitado esse desafio. A gente precisa ter o retorno das aulas, o alinhamento com os servidores, porque a educação representa saúde, segurança e a gente tem que virar essa página. Eu quero anunciar aqui que na primeira semana de junho será pago o VDP. O que seria parcelado vai ser pago de uma vez só. Eu peço a complacência dos gestores da Educação”, pontuou.

Socorro Neri disse que a decisão do governo contempla e atende a uma reivindicação da classe que cobrava o repasse e agora recebe essa garantia. Antes do anúncio, a secretaria havia se reunido com representantes dos trabalhadores e ratificou, segundo ela, em nome do governo, o compromisso de valorização dos trabalhadores. “Vamos atender a essa determinação do governador e efetuar o pagamento, reconhecendo um direito dos trabalhadores”, disse. O pagamento vai contemplar 6.566 servidores, que juntos irão receber R$ 12.281.790 com o pagamento do benefício.

No mesmo ato, o governador assinou a lei complementar nº 3.380, que trata da renovação da Bolsa de Incentivo ao Estudo, Pesquisa e Aprimoramento Profissional, para servidores que atuam em escolas de tempo integral. O texto, assegurou o governador, foi enviado para a Assembleia Legislativa nesta quarta-feira. A proposta do governo atende a mais uma reivindicação dos trabalhadores, que perderam o benefício porque o projeto que assegurava o pagamento era de apenas de três anos. O novo texto defendido por Gladson Cameli garante a extensão da bolsa por tempo indeterminado.

Imunização

No geral, mais de 233,7 mil doses de vacina contra Covid-19 já chegaram ao Acre desde o começo da distribuição nacional do imunizante, em janeiro. O que representa mais de mais de 116 mil pessoas devidamente imunizadas. O objetivo do governador era vacinar todos ainda em abril, mas a compra da vacinas Sputnik V teve problemas burocráticos e diplomáticos. Por isso, os planos não deram certos.

Pra virar a página

“Eu mantenho o processo de querer comprar vacina para que a gente possa virar essa página, que ninguém aguenta mais”, disse o governador Gladson Cameli (PP).  Dia 11, ele tem encontro com o embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todod Chapman, para tratar do interesse do governo americano em doar vacinas para a Amazônia.

Festa dos esquerdistas

Senador Marcio Bittar, relator do Orçamento-Geral da União (OGU) e vice-líder do governo no Senado, afirmou nesta terça-feira, 04, que existem esquerdistas demais em cargos estratégicos no governo estadual. Bittar foi entrevistado pelo jornalista Antonio Muniz, no programa RB Notícias, ao vivo, na TV Rio Branco-SBT.

Situação complicada

“Ajudei a construir o atual, fui o primeiro a lançar a candidatura de Gladson Cameli ao governo e continuo aliado, mas não posso ficar calado diante do grande número de esquerdistas exercendo cargos importantes em um governo assumidamente de direita. O pensamento desse pessoal continua o mesmo”, afirmou.

Prejudicial

Ainda segundo o senador, os esquerdistas estão em praticamente todas as secretarias, tanto na capital, quanto no interior. O governador, segundo o senador, precisa entender que a mentalidade desse pessoal não mudou e nem vai mudar. Na verdade, segundo ele, muitos desses esquerdistas prejudicam o governo com objetivo de refortalecer as lideranças de esquerdas que foram derrotadas na disputa eleitoral de 2018.

Prioridade

Bittar afirmou que continua aliado do governador Gladson Cameli e pretende piar sua reeleição, mas deixou claro que sua maior prioridade é reeleger o Presidente Jair Bolsonaro. Ainda segundo os senador, é muito complicado conviver com gente que exerce cargo no governo e vive atacando o presidente Bolsonaro e fazendo apologia às ideias socialistas e comunistas.

Ajuda ao Acre

Segundo Bittar nenhum presidente ajudou tanto o Acre e o povo acreano quanto Jair Bolsonaro. “E vai ajudar muito mais, mas para isso, o governo estadual precisa agilizar a elaboração de projetos. Somando os valores que deixaram de ser pagos por um ano referentes às operações de crédito e os recursos liberados para ações de prevenção e combate ao novo coronavírus, o Acre recebeu mais de R$ 1 bilhão em menos de um ano.

Defesa do ministro

Marcio Bittar saiu em defesa do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles acuado de defesa der interesses de grupos de empresários que estariam a explorar madeiras de forma ilegal. Sales foi vítima de queixa crime apresentada pelo superintendente de Policia Federal de Rondônia, delegado Alexandre Saraiva. Segundo Bittar, a atitude de saraiva foi de alguém que atua não apenas como delegado, mas ativista de esquerda.

Revanchismo

Segundo Bittar, tudo não passa de revanchismo, uma vez que o ministro acabou com a farra das ONG que viviam se apossando indevidamente de recursos do Fundo Amazônia. O senador afirmou que os que viviam ganhando dinheiro de forma fácil precisam entender que o cenário mudou e o PT não é mais governo.

Irregularidades

Uma série de irregularidades foram detectadas pela Controladoria-Geral da União (CGU) ao analisar como ONGs empregaram dinheiro oriundo do Fundo da Amazônia. O Fundo da Amazônia recebe doações da Noruega e Alemanha que seriam supostamente destinadas ao combate ao desmatamento e para o desenvolvimento econômico da região amazônica.

O rolos das ONGs

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que o governo estimulará empresas privadas a disputar com as ONGs os recursos do Fundo, que é gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Salles disse que a CGU detectou casos de ONGs que gastaram até 70% dos recursos obtidos com o pagamento de salários para seus integrantes. Contracheques de até R$ 46 mil mensais foram observados.

Boca do caixa

O ministro disse que não fica claro se o dinheiro recebido por estas ONGs foi utilizado apropriadamente. A suspeita é de que tais organizações embolsaram grandes quantias sem realizar qualquer tipo de serviço em contrapartida - suspeita reforçada por saques de R$ 600 mil na” boca do caixa”.

Embolsaram 800 milhões

“Nos últimos dez anos, 60 ONGs receberam 800 milhões de reais do Fundo da Amazônia, que é destinado a atividades de preservação, fiscalização e fomento de cadeias produtivas na Amazônia. Só que sob essa rubrica se aprovou muita coisa que é fumaça. Gastaram-se milhões e milhões de reais, por exemplo, para fazer seminários, reuniões e palestras, se é que foram realmente feitos. Em muitos casos, não há comprovação de aplicação dos recursos.”

Grande perda

Secretário da Casa Civil e da Prefeitura de Rio Branco, Artur Neto, entregou, na manhã desta terça-feira 04, com pedido de exoneração ao prefeito Tião Bocalom (PPP). Segundo ele, o pedido de exoneração nada tem a ver com problemas enfrentados pela gestão municipal.

Vai cuidar da saúde

Segundo o secretário, sua saída é por questões de saúde. “Entrei com meu pedido de exoneração ontem (terça-feira). Sou muito grato ao prefeito Bocalom pela oportunidade e confiança em minha pessoa, contudo, não ando muito bem, daí a decisão de pedir minha exoneração”, explicou.

Tentativas

Apesar das tentativas do prefeito Tião Bocalom em reverter sua decisão, o momento, segundo Arthur, particular exige uma maior atenção e cuidados. Porém, ele se diz agradecido com a oportunidade de comandar duas das mais importantes pastas da prefeitura. “Sigo feliz com a vida, com meu amigo Bocalom, com a equipe montada. Saio sabendo que dei o melhor de mim na gestão e para Rio Branco”, explicou Artur.

Artigos Publicados