Colunistas

Decepcionante

Ao invés das nossas redes sociais facilitarem a circulação das nossas informações, prestam-se para desinformar.

         Quem busca informações através das redes sociais, na maioria das vezes encontrarão as opiniões divulgadas por um bando de imbecis, os  já rotulados internautas de aluguel, e isto numa proporção de 90%, pois não mais que 10% as utilizaram movidos com bons propósitos.

         Desta feita, o que poderia ser uma das principais e importantíssimas fontes de informações, a internet vem dando a oportunidade para que os tais imbecis favoreçam a crescimento das imbecilidades, tanto aqui quanto alhures. Pior ainda, assim o fazem em nome da liberdade de opinião e se esquecem que a liberdade de opinião não é um direito absoluto, pois outros direitos se sobrepõem, entre eles citaríamos o direito à honra e o da privacidade de quem é atingido, criminosa perversamente, pelas falaciosas informações. Em síntese: o direito de uma determinada pessoa termina quando começa o direito de outras.  

         O escritor Humberto Eco, mundialmente reconhecido como o maior escritor do século XX, antes de morrer, em 2016, numa aula inaugural da universidade de Milão, ante ao volume das más informações que já circulavam pela internet, se dizia profundamente decepcionado com as idiotices que já circulavam via internet, e mais ainda, pelo elevado número de pessoas que aderiam a esta nova forma de transmissão das informações.

         A atividade política tem sido a mais afetada pelos bloqueiros, a ponto de, os chamados marqueteiros terem sido substituídos pelas súcias de internautas, e quanto mais agressivos forem, mais procurados serão pelos candidatos cujas condutas sejam igualmente perversas.

         A destruição das reputações dos candidatos adversários àqueles que os contrataram, e vice-versa, transformaram as nossas disputas eleitorais em verdadeiras trocas de acusações e, conseqüentemente, a atividade política, nisto que está aí, em algo de somenos importância.

         As mentiras que divulgam ganharam a denominação de fake News, e quanto mais sensacionalismos causarem, mais atendem aos interesses de quem houvera contratado. Resultado: muitos inocentes foram submetidos aos piores linchamentos morais e muitos corruptos conseguirem se beneficiar desta prática criminosa.

         Na esteira dessa inaceitável prática até os integrantes do nosso poder judiciário, em particular, os integrantes do nosso STF-Supremo Tribunal Federal, em dependendo de suas decisões, são severamente acusados de proteger os seus criminosos de estimação e de só condenarem àqueles previamente escolhidos. Isto precisa ter fim.  

.                                    

 

 

 

Artigos Publicados

Vacinas/já

2+2 pode ser igual a 5?

Corretíssimo

Não basta a ciência

Desigualdade social