Colunistas

Sai uma e entra outra

Enquanto a CPI da Covid-19 vive seus últimos dias a CPI das Faxe News ameaça voltar a campo

   Nada contra as instituições das CPIs ou as CPMIs, entretanto, dado o acirramento dos ânimos dos nossos representantes políticos, os seus objetivos fins estão sendo menosprezados e passam a prevalecer os interesses políticos partidários. Pior ainda, quando estamos a enfrentar a mais perversa polarização política da nossa história, polarização esta representada pelos prós Bolsonaro e contra Lula, e vice-versa. Enquanto isto, a presumível terceira via, com quase uma dezena de pré-candidatos, só vem robustecendo a polarização que dizem combater.

   Na CPI da Covid-19, até um placar foi estabelecido: sete senadores contrários ao presidente Jair Bolsonaro e quatro a favor. Por vezes, até as causas que determinaram a contaminação e a morte dos milhares de brasileiros vitimados pela Covid-19 sequer estiveram presentes nos debates.

   Com a proximidade do fim da CPI da Covid-19, já está sendo anunciada a retomada dos trabalhos da CPMI das fake News, por certo, outra fonte que se prestará para alimentar o acirramento da incômoda polarização que ora estamos enfrentando.

   Enquanto isto as nossas crises, que já são muitas e graves, só tendem a se aprofundar. Em sendo assim quem irá cuidar do desemprego, da inflação, da violência e de tantos outros problemas que tem empurrado a nossa sociedade para o desespero? Pior ainda: a harmonia entre os nossos três poderes, ao que tudo nos leva a crer, não está existindo, pelo ao menos, a contento.

   Com todas as suas atenções voltadas para as eleições de 2022 assim vem se comportando os nossos representantes políticos, isto porque, não há como escondermos que todos, salvo honrosas exceções, já se encontram na plenitude de suas campanhas eleitorais, a se destacar, a disputa pela presidência de nossa República e as governadorias dos nossos Estados.  

   Já disse e volto a repetir: a polarização Bolsonaro/Lula tem sido a causa que mais tem nos preocupados. Não que ambos estejam impedidos de entrarem na disputa, sobretudo pelos tratamentos que lhes estão sendo dispensados. Tipo assim: Bolsonaro é um genocida e Lula é o maior corrupto de toda a nossa história. Isto precisa ter fim, do contrário, caminharemos rumo ao caos social, esta sim, o pior de todas as nossas crises.

   Caso os defensores da terceira via pretendam fazer o papel de bombeiros e não de incendiários, precisam demonstrar que são capazes de se unirem. Mas não. Com mais de 10 pré-candidatos a presidência da República e com remotíssimas chances de chegarem a um denominador comum, só estarão contribuindo com a polarização Bolsonaro/Lula. Acrescento ainda mais: Bolsonaro pretende chegar ao segundo turno e disputá-lo com Lula. De igual forma, Lula pretende que seu opositor no segundo turno seja Bolsonaro. 

Artigos Publicados

Regulamentação, sim

Bagunça partidária.

Governabilidade

Causa e efeito

O que dele restará?