Instituições se unem para reduzir índices de acidentes de trânsito

 De janeiro a junho deste ano, 76% dos acidentes com vítimas fatais no Acre tinham motociclistas envolvidos

Com intuito de chamar a atenção da sociedade acreana para o aumento nos índices de acidentes nas vias envolvendo principalmente motociclistas, o Departamento Estadual de trânsito do Acre (Detran/AC) realizou nesta sexta-feira, 19, duas blitze integradas de fiscalização e educação viária no Segundo Distrito da capital.

A ação fez parte do plano emergencial elaborado por instituições ligadas à segurança e à saúde para reduzir os números de acidentes no estado. Para o comandante do Policiamento de Trânsito da Polícia Militar (BPTran), tenente coronel Roberto Marques, ações conjuntas mostram a preocupação dos órgãos com a causa.

“Hoje, o nosso público-alvo são os condutores de motocicletas. Alertamos para que eles preservem suas vidas, não cometam infrações, respeitem os limites de velocidade, façam manutenção nos seus veículos, justamente para evitar acidentes”, explica.

O borracheiro, José Ribamar, tem habilitação para categoria A há treze anos. Ele afirma nunca ter causado um acidente de trânsito por sempre ter atitudes corretas durante a condução.

“É um transporte econômico. Eu tenho carro também, porém, ando com a motocicleta pela economia, sempre procuro pensar nas minhas netas. Sei que elas sofreriam muito se algo acontecesse, por isso, sempre ando em segurança”, explica.

Foram realizadas blitze em dois pontos do Segundo Distrito, com abordagens a 268 motociclistas e contou com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (RBTrans), Coordenadoria Integrada de Fiscalização de Trânsito (Ciftran) e Policiamento de Trânsito da Polícia Militar (BPTran).

Plano Emergencial

A direção do Detran/AC, preocupada com índices de acidentes de trânsito, reuniu diversas  instituições para elaboração do plano emergencial. A articulação entre os órgãos prevê ações nos três pilares do trânsito: educação, engenharia e fiscalização.

Segundo o presidente da autarquia, Luiz Fernando Durante, o planejamento ficou definido que seriam abordadas atividades educativas específicas para motociclistas, pois, em um estudo realizado pelo setor de Estatística do Detran/AC, constatou-se que de janeiro a junho deste ano 76% dos acidentes com vítimas fatais no Acre tinham motocicletas envolvidas.

 

 

Agência