O Rio Branco

Hoje é 25 de Maio de 2016

Trânsito

Rio Branco sai na frente e inicia utilização de mototaxímetro

03 de Maio de 2017 às 10:13:28

Rio Branco é uma das primeiras capitais do país a implantar o mototaxímetro no serviço de mototáxi credenciado para o transporte de passageiros. O equipamento começa a ser testado a partir desta quarta-feira, 03 de maio. A medida visa dar mais transparência quanto ao valor cobrado ao passageiro durante o trajeto percorrido.

A tarifa cobrada pelo mototaxímetro será regulamentada pela Prefeitura de Rio Branco, por meio da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito - RBTRANS. De acordo com Luiz Araújo, presidente do SINDMOTO, essa é uma grande conquista para a categoria e vai dar mais qualidade ao serviço prestado à população. “Agora vamos trabalhar com uma tarifa aferida pelo INMETRO, regulamentada pela Prefeitura e aceita pela categoria”, afirmou Luiz.

Foram sorteadas 20 motocicletas para a instalação do equipamento neste primeiro momento, destas quatro tiveram o mototaxímetro instalado nesta terça-feira, 02 de maio, e posteriormente serão instalados nas outras 16 motos sorteadas para o período de testes. A instalação dos equipamentos está sendo realizada no Sindicato dos Táxis de Rio Branco que é credenciado pelos órgãos oficiais de trânsito e o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) para instalar o aparelho. 

Para Franceildo da Silva Cardoso, primeiro mototaxista a instalar o equipamento, haverá mais credibilidade na prestação do serviço, “porque o cliente não vai mais pagar com desconfiança, tanto vai ser bom para o mototáxi como para o passageiro”, disse.

Pedro Mourão presidente da Federação Norte e Nordeste dos Taxistas e Mototaxistas, afirma que este era um sonho antigo da categoria e é bom para ambas as partes. “Agora o mototáxi não vai mais cobrar um valor que ele acredita que deve cobrar e sim sobre a distância percorrida”. 

Jô Luís Fonseca, Diretor de Transportes da RBTRANS, falou que este é o resultado de um trabalho conjunto, Governo do Estado, deputado Federal Léo de Brito, autor do Projeto de Lei que institui o mototaxímetro, Prefeitura de Rio Branco e o SINDMOTO. “Estamos trabalhando para que os cidadãos tenham um serviço com mais qualidade e paguem pelo valor real de sua passagem”.

O aparelho é semelhante ao implantado nos táxis e a previsão é de que em até 180 dias todos os mototaxistas estejam trabalhando e cobrando o serviço por meio do mototaxímetro. 

 

 

Asscom 




Compartilhar