Sindmed-AC vê com preocupação a falta de indicação de médico para a direção do hospital de Brasileia

Sindmed-AC vê com preocupação a falta de indicação de médico para a direção do hospital de Brasileia
O presidente do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC), Murilo Batista, lamentou a saída do médico Rodrigo Prado da direção do Hospital de Brasileia Wildy Viana, na tarde deste sexta-feira. O sindicalista ainda demonstrou insatisfação pela nomeação política, em que deixou de escolher outro médico para a gerência geral da unidade de saúde.
Murilo Batista deseja sorte ao gestor na nova missão, mas disse estar preocupado com mudança por não contemplar a Resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) 1.342/91, em que apenas médicos deveriam exercer esta função.

“Rodrigo Prado pediu a sua saída do cargo por motivos pessoais, o que representou uma grande perda para a gestão pública. O que se esperava é que outro profissional da classe pudesse assumir a missão”, detalhou o Presidente do Sindmed.

Há anos o Sindmed-AC reivindica a escolha de médicos para a direção dos hospitais por entender que a Resolução do CFM vem sendo descumprida, tornando os hospitais alvo de constantes denúncias por parte da própria população que reclama da falta de atendimento, da demora ou da falta de equipamentos ou medicamentos.
A nomeação dos novos dirigentes da unidade foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira.  

 

ASSESSORIA


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.