O Rio Branco

Hoje é 27 de Maio de 2016

Saúde

Equipe do Sintesac vê problemas na saúde de Feijó a Cruzeiro do Sul

18 de Julho de 2016 às 11:33:19


Um dos membro da comitiva do Sintesac não pode ser atendido no hospital de Feijó por falta seringa hipodérmica

A comitiva do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Acre (SINTESAC) que esteve em viagem de serviço na região do Vale do Juruá constatou uma situação extremamente preocupante no setor nas cidades de Feijó, Tarauacá e Cruzeiro do Sul. Eles constataram a falta de médicos e equipamentos, com os servidores se ressentindo das perdas salariais.

Em Feijó um dos membros da equipe do Sintesac precisou atendimento médico no hospital e não havia seringa para ministrar uma injeção. O Sintesac foi representado pelo tesoureiro Adailton Cruz e colaboradores Jean Marcos Lunier, Eronilda Freire.

A constatação do Sintesac é de uma falta generalizada de profissionais em saúde, com os hospitais sem pessoal para as atividades básicas e até mesmo médicos. Adailton revelou que “a maternidade de Cruzeiro do Sul está com um déficit de, no mínimo, 40 médicos e são mais de 840 horas de déficit de servidores na área de enfermagem”.

“Em Feijó o nosso companheiro Jean teve um problema de alergia e não havia sequer uma seringa para ministrar o medicamento no hospital e precisamos sair à cata pela cidade”, disse Adailton.

Adailton destacou que a viagem foi também para apresentar os pontos que foram negociados pelo governo para os trabalhadores do quadro e do Pro-Saúde, a situação dos servidores irregulares e o Plano Bresser para os servidores mais antigo e que esperam há anos, além de outras pautas gerais.

“A principal solicitação dos servidores do interior foi por reajustes e incorporação salariais. A reclamação deles é o salário, pois são cinco anos sem qualquer tipo de melhoria”, destacou Adailton.

Adailton disse que nas reuniões foram repassadas a situação precária das finanças do sindicato, herança da gestão anterior. “Os servidores nos receberam muito bem e pediram mais visitas como esta e mais celeridade na divulgação das notícias de interesse da categoria. A viagem foi muito proveitosa para nossa equipe e para os servidores”, avaliou Adailton.

Segundo o Adailton, foram contados mais de 300 servidores nas três cidades e nos hospitais de Feijó, Tarauacá e de Cruzeiro do Sul foram oferecidos café da manhã para a equipe e aos servidores.

Wagner Sales promete implantar 30 horas
Em uma reunião com o pessoal da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) do município de Cruzeiro do Sul, foi repassada a necessidade de implantar o regime de 30 horas para os servidores.

A equipe do Sintesac se reuniu a equipe do prefeito Wagner Sales e discutiu a questão da jornada de 30 horas e a necessidade de regulamentar. Wagner disse que a questão está em análise pela assessoria jurídica e tão logo retorne a minuta para ele, prefeito, vai inserir alguns pontos de interesse do município e encaminhar a lei para a votação na Câmara de Vereadores da cidade.

 

(Assessoria/SINTESAC)




Compartilhar