O Rio Branco

Hoje é 24 de Junho de 2017

Saúde

Maternidade utiliza técnica milenar para reforçar vínculo entre mãe e bebê

02 de Dezembro de 2016 às 09:20:21

O Hospital da Criança e do Adolescente (maternidade) de Cruzeiro do Sul tem uma história de busca por aperfeiçoamento. Em 2011 iniciou, com cinco mães, um grupo de aleitamento materno, ligado ao banco de leite, que, segundo sua coordenadora, a fonoaudióloga Márcia Soares, atendeu até agora 300 crianças.

A partir de 2013, o trabalho recebeu a parceria do massoterapeuta Bento Marques, por iniciativa do gabinete da primeira-dama, Marlúcia Cândida, e apoio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), o que veio reforçar o objetivo de sempre, de aumentar o vínculo entre a mãe e o bebê.

sergiane-silva-com-seu-bebe-luiz-fernando-ele-nao-teve-mais-colicas

Sergiane Silva com seu bebê Luiz Fernando: “Ele não teve mais cólicas” (Foto: Onofre Brito/Secom)

Bento Marques iniciou com as mães sessões de shantalla, técnica milenar indiana de massagem em bebês. Atualmente, as sessões são realizadas todas as quintas-feiras, no período da manhã.

Os resultados são visíveis, comenta a fonoaudióloga: “Com a massagem o bebê dorme melhor, se alimenta melhor, diminuem as cólicas e temos oportunidade, quando as mães estão aqui, de trocar experiências. A gente conversa sobre o aleitamento materno o que o bebê está sentindo. É um grupo que interage e as mães se sentem mais seguras”.

A técnica em gestão ambiental Sergiane Silva participa dos encontros desde que seu bebê, Luiz Fernando, hoje com quase seis meses, tinha 15 dias. “Antes de começar com a shantalla meu bebê tinha cólicas. Hoje ele não tem mais, dorme a noite toda e só mama”, disse.

Ela destacou também como importante a interação entre as mães e os próprios bebês. Para a diretora-geral da maternidade, Rosa Maria Lima, a shantalla veio somar ao trabalho existente, trazendo mais segurança para as mães e a expectativa de uma geração mais saudável para o futuro.

Medicina milenar

Bento Marques, que há mais de 30 anos estuda e pratica técnicas de automassagem, yoga e meditação, conta que a shantalla é parte da medicina ayurvédica, tradição milenar indiana.

A divulgação dessas técnicas no mundo ocidental se deu em 1970, por intermédio do médico francês Frédérick Leboyer. Ele informa que a intenção da Sesacre é levar a técnica para os demais municípios.

Agência 




Compartilhar