Marcus Alexandre participa de Dia D de Combate à Dengue no Tancredo Neves

O prefeito Marcus Alexandre abriu neste sábado, 7, no bairro Tancredo Neves, o Dia “D” de combate a dengue e chikungunya. O prefeito caminhou com agentes de saúde, jovens da Guarda Mirim da Polícia Militar, lideranças comunitárias e técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) abordando moradores e distribuindo folhetos sobre a necessidade de se manter o quintal livre de materiais que possam produzir criatórios do mosquito Aedes Aegypti, o transmissor da dengue. O vereador Gabriel Forneck, Líder do Prefeito na Câmara Municipal, participou da caminhada. 

 

As ações do Dia “D” de combate e controle da dengue acontecem por toda a cidade e envolvem, se necessário bloqueio químico e distribuição de tampas de caixa d’água. As URAP’s e Centros de Saúde junto com as Unidades Básicas de Saúde estão desenvolvendo estratégias de ação de promoção da saúde com enfoque para o dia “D” de combate à dengue e a febre chikungunya. O prefeito aproveitou para agradecer o empenho dos servidores em enfrentar a dengue e que os índices, apesar de baixos, têm de ser acompanhados de modo constante.

 

Atualmente os bairros onde há maior índice de infestação predial são aqueles localizados na parte alta da cidade, exatamente onde o Tancredo Neves se situa. O objetivo do Dia D é a continuidade da redução dos casos de dengue em Rio Branco e controle do mosquito transmissor. 

 

Levantamento da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) reafirma que os depósitos que mais registram presença de larvas são ainda as caixas d’água. Seguem-se os pequenos depósitos como baldes, vasos de planta e vasilhas de animais.  A maior parte dos criadouros se refere a depósitos que fazem parte da rotina das famílias e que a participação da população é crucial para a redução da infestação pelo Aedes Aegypti.

 

Esse levantamento apontou também a necessidade de reforço das ações de controle vetorial a fim de evitar a ocorrência de epidemia, tendo em vista que a elevada infestação de focos do mosquito representa um risco para o aumento no número de pessoas com a doença. Por isso, a participação da sociedade nessa luta de combate à dengue é fundamental para o sucesso da campanha. "É isso mesmo: todo mundo tem de participar. Não adianta um fazer e outro não", disse, demonstrando esclarecimento sobre a questão, o técnico em telefonia José Antonio. "Temos de nos manter atentos", pediu o prefeito. O secretário de Saúde, Oteniel Almeida, lembra que 90% dos focos estão nos quintais, em reservatórios de água mal cobertos e que para enfrentar isso estão sendo distribuídas tampas de caixa d´água.

 

O presidente da Associação de Moradores do Bairro Tancredo Neves, Antonio Oliveira, parabenizou a Prefeitura, que em sua opinião não tem medido esforços para acabar com a dengue. "O trabalho é grande, mas com parceria vamos conseguir deixar o bairro sem essa doença", disse Oliveira. 

 

Asscom