Em reunião com Jorge Viana, Dilma garante mais ajuda ao Acre

 

Em audiência com o Vice-presidente do Senado, senador Jorge Viana, a presidente Dilma Rousseff se comprometeu na liberação de mais recursos para o Acre. Ao lado do ministro chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, Dilma entrou em contato com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, e solicitou que ele retorne ao Acre para tratar com o governador Tião Viana e o prefeito Marcus Alexandre dos detalhes para liberação emergencial dos recursos necessários para este momento de grave dificuldade. São pelo menos R$ 30 milhões para governo e prefeituras.

 

“Nessa hora devemos nos concentrar no socorro e no acolhimento das vítimas da cheia. O caro será a reconstrução de nossas cidades e, especialmente, da vida das pessoas e de muitas famílias”, declarou Jorge Viana.

 

A presidente também entrou em contato com a presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, para garantir mais agilidade na entrega das casas dos programas habitacionais no estado e permitir que centenas de famílias que hoje estão nos abrigos saiam para sua casa própria.

 

“O governador Tião tem feito o possível e o impossível para ajudar. O prefeito Marcus Alexandre, com uma enorme equipe, com muitos voluntários, tenta vencer as dificuldades em Rio Branco. E a presidente Dilma me recebeu e pediu que eu transmitisse a todos do Acre o seu incondicional apoio e solidariedade nessa hora de sofrimento”, declarou o parlamentar que também agradeceu a mobilização de todos que estão ajudando nas campanhas: artistas, voluntários, servidores. “O Acre já venceu muitos desafios. E vencerá mais esse, com a nossa união e trabalho”.

[Assessoria Parlamentar]


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.