Vereador de Rio Branco dispara: "Aqui, graças à Deus, não temos pandemia"

Por Wanglézio Braga

O vereador João Marcos Luz, do MDB, manifestou em sua rede social descontento com a forma em que o Governo Gladson Cameli vem tratando a Pandemia de Coronavírus (Covid-19) que tem provocado, em nosso país, mortes de norte a sul do Brasil. Ontem (24), o vereador que é acostumado a aplaudir e defender o governo do progressista na Câmara, afirmou que está “decepcionado”, e para piorar respondeu afirmando a um internauta que “Aqui, graças a Deus, não temos pandemia”.

“Estou decepcionado com a atitude sem planejamento do governo - refém da pressão política do medo - que aumentou a crise quando fechou as empresas. Criou pânico no lugar de solução. Antecipou problemas quando deveria postergar problemas. Conclusão: alto risco de empresas quebrarem, desempregos e algumas dezenas de pessoas com resfriado”, escreveu Luz.

Após a publicação, diversos seguidores questionaram o vereador de Rio Branco. Dos questionadores é nada mais que o ex-presidente da Mesa Diretora da Câmara, Juracy Nogueira que repreendeu o atual vereador.

“Com o respeito devido q tenho por você vereador; não concordo com seu pensamento. O momento é cruel, o vírus é invisível e mortal; nos países que não tomaram as providências cabíveis, o povo está pagando um alto preço. Muitas mortes. O governo federal, junto com os estados, já estão achando saídas para como ajudar as empresas e pessoas que vivem como autônomos. Se o governo não implanta as medidas e a doença ficasse sem controle e as pessoas começassem a morrer, pq o estado não tem estrutura para cuidar de todos; aí iriam criticar pq foi omisso”, respondeu Juracy.

Na tréplica, do debate, João Marcos Luz afirmou que: “O vírus existe, a vacina não, nem tratamento. Aqui, graças a Deus, não temos pandemia. Minha crítica é que anteciparam o caos. Transmitiram o pânico. E agora? Você acha mesmo que o governo será capaz de pelo menos amenizar prejuízos? É esperar pra ver , amigo. Repito: não menosprezo o vírus, mas a forma de como foi liderado a crise, na minha opinião sem planejamento e sob o pânico”, disparou.

Seguidores do vereador detonaram a publicação e pediram que ele saísse das redes sociais e fosse assistir televisão, analisar os exemplos dos outros países bem como os números de infecções que só tendem a crescer no mundo.

Vale lembrar que o último Boletim do Governo do Estado Acre Rio Branco é a única cidade do Acre a ter casos positivos da doença. Já são 21 confirmados, 248 notificações em todo o Acre, sendo 224 descartados.

Em março deste ano, a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou pandemia de Covid-19. A definição de pandemia não depende de um número específico de casos. Considera-se que uma doença infecciosa atingiu esse patamar quando afeta um grande número de pessoas espalhadas pelo mundo. A OMS evita usar o termo com frequência para não causar pânico ou uma sensação de que nada pode ser feito para controlar a enfermidade.

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.