PF cumpre mandados de busca e prisão que envolve candidatos eleitos em Cruzeiro do Sul, no Acre

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (20), a Operação Sufrágio, no município de Cruzeiro do Sul, interior do Acre. A ação investiga esquemas de compra de votos, transporte irregular de eleitores e outras infrações relacionadas às últimas eleições.

De acordo com a PF, ao menos três candidatos da segunda maior cidade do Acre possam ter sido beneficiados com compra de votos, sendo que dois deles foram eleitos.

Ao todo, foram cumpridos três mandados de prisões temporárias e oito de busca e apreensão nas casas dos investigados e na Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul. O presidente da Casa Legislativa, Romário Ravares (MDB), vai fazer uma coletiva, ainda na manhã desta quinta, para se posicionar sobre o caso.

Entre os presos, está o cabo eleitoral da campanha de um deputado eleito pelo Acre. A PF informou que há evidências de que o vabo teria ofertado lotes, produtos de supermercados, combustível, serviços de saúde e até expedição de carteiras de habilitação para os eleitores.

Há também a suspeita, segundo a PF, de que alguns dos investigados pagaram irregularmente os gastos de campanhas e forneceram produtos alimentícios e botijões de gás em troca de votos.

A polícia vai ouvir testemunhas para tentar esclarecer os fatos. Os presos vão ser encaminhados para a Unidade Prisional Manoel Nery, em Cruzeiro do Sul.

 

G1