Sem pautas importantes, Deputados aprovam ''Dia dos Bancários'' e dos ''Terceirizados'' no Acre

Por Wanglézio Braga 

Foram aprovados na sessão de hoje (19) na Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC), os projetos que instituem o ''Dia dos Terceirizados'' e " Dia Estadual dos Bancários'' que atuam no Acre. As matérias passaram com folga pelo crivo dos parlamentares assim como institui o registro do grupo sanguíneo nos uniformes escolares.  

O Projeto de Lei 19/2019 de autoria do deputado Neném Almeida (SOLIDARIEDADE) prevê ''folga'' para os bancários na data de 28 de agosto quando é comemorado o ''Dia dos Bancários''. Segundo Neném, cidades como Rio Branco e Cruzeiro do Sul já comemoram tal data onde as agências não prestam nenhum tipo de atendimento, porém, outros municípios precisam fazer o mesmo. 

''O bancário não tem tempo para nada, muita gente acha que depois de 13 horas eles fecham as portas e vão embora, mais a realidade é bem diferente. Muitos não tem nem tempo para ficar com a família, acho justo tal reconhecimento'', justificou.

O projeto foi aprovado por 15 votos favoráveis. Apenas o deputado Daniel Zen, do PT, foi contrário a matéria. 

Também foi aprovado o Projeto de Lei 21/2019 que institui o ''Dia dos Terceirizados'', de autoria do deputado Fagner Calégario (SEM PARTIDO). Em sua justificativa, ele disse que isso é uma forma de reconhecer o trabalho da categoria que tanto faz pelo estado. A votação desta matéria foi por 16 votos, totalmente favoráveis. 

Os deputados aproveitaram para votar o Projeto de Lei 31/2019, por aprovação unânime, que obriga o registo do grupo sanguíneo e fator RH nos uniformes de todos os alunos matriculados na rede pública e privada do Estado. A autoria é do deputado Marcus Cavalcante (PTB).