Perpétua ironiza indicação de Eduardo Bolsonaro como embaixador: “desmoralização completa”

Por Wanglézio Braga

A deputada federal, Perpétua Almeida (PCdoB) repudiou a indicação do seu colega de parlamento, Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos que foi anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) na semana passada. Usando de um tom irônico e crítico, a comunista classificou a indicação como uma “desmoralização completa”.

A deputada acreana que faz parte da Comissão de Relações Exteriores (CRE) concedeu entrevista à imprensa nacional, ao site Brasil de fato, onde prestou declaração sobre o assunto: “Não se mandam pra uma embaixada dessas nem embaixadores menos experientes, imagine alguém que não tem a menor relação com a diplomacia”.

Almeida disse ainda a jornalista Cristiane Sampaio que “É uma desmoralização completa, inclusive dos embaixadores mais antigos e dos que por ali passaram”. O ponto alto da entrevista ficou com uma declaração irônica. “Eu fico imaginando que Barão do Rio Branco deva estar se remexendo no túmulo”, ironizou a parlamentar, em referência ao brasileiro que dá nome ao instituto nacional responsável pela formação dos diplomatas brasileiros.

Mais tarde, em sua rede social, a comunista reafirmou que a indicação de Eduardo Bolsonaro é “uma desmoralização completa da diplomacia brasileira. O presidente mistura o que é público com os interesses da família dele”.