O Rio Branco

Hoje é 21 de Maio de 2019

Política

Governo e bancada federal do Acre reforçam luta por ponte do Abunã e recuperação de ramais

18 de Abril de 2019 às 13:22:59

O governador Gladson Cameli solicitou, nesta quarta-feira, 17, reforço da bancada federal do Estado junto a dois ministérios: o da Infraestrutura, para encontrar meios para garantir os recursos necessários para a conclusão da ponte sobre o rio Madeira; e o da Economia, para a liberação de R$ 94,6 milhões garantidos em 2017 por meio de emenda de bancada e destinados à recuperação dos ramais do Estado.

Participaram da reunião da bancada os senadores Maílza Gomes, Sérgio Petecão e Márcio Bittar; as deputadas Jéssica Sales, Mara Rocha e Vanda Milani, além dos deputados Alan Rick, Jesus Sérgio e Manoel Marcos.

O governador intercedeu pela conclusão da ponte sobre o Madeira – conhecida como ponte do Abunã e que faz a ligação entre o Acre e Rondônia – junto ao diretor executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre – Dnit, André Khun.

O diretor do Dnit disse que só há 18 milhões para a obra, faltando R$ 20 milhões para a sua conclusão. Cameli luta para que o governo Federal encontre formas de garantir esses recursos e acredita que a ação conjunta da bancada federal e do governo do Estado poderá viabilizar a medida.

A ideia é a mesma em relação ao desbloqueio dos R$ 94,6 milhões da emenda de bancada destinada à recuperação dos ramais do estado. O governador explicou que tem pressa na liberação desses recursos, porque as obras precisam ser licitadas até junho deste ano. Caso contrário, serão perdidos, uma vez que desde 2017 o Estado não apresentou projeto necessário para a recuperação dos ramais utilizando essas verbas.

“Não podemos permitir que os produtores rurais sejam prejudicados”, disse o governador. Ainda nesta quarta-feira, Cameli, acompanhado de integrantes da bancada federal, esteve com o secretário executivo do Ministério da Economia, Marcelo Pacheco, e com a subsecretária do Tesouro Nacional, Priscila Santana, intercedendo para que o Estado não perca esses recursos.

“Estamos tralhando incansavelmente com o Deracre e a Seinfra para não perdermos esta verba tão importante para o desenvolvimento dos nossos interiores”, reforçou o governador.




Compartilhar