“Não interessa mais para mim”, diz Célio Gadelha sobre CPI da EMURB após acusação de negociata

Por Wanglézio Braga

Com um discurso lido e sem força de expressão na tribuna da Câmara, o vereador Célio Gadelha (PSDB), disse que colocou o ponto final sobre a CPI da EMURB proposta pelo vereador, João Marcos Luz (MDB). Gadelha que faz parte do grupo de oposição retirou, na semana passada, a assinatura do requerimento para instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito.

O tucano foi acusado de negociar com a base da Prefeita para retirar seu nome do pedido de instalação. Na semana passada, o parlamentar foi posto na parede por Marcos Luz ao questionar: “é verdade o que se comenta de que o senhor teria negociado com a prefeita Socorro Neri a retirada da sua assinatura”.

Célio Gadelha leu hoje (17) uma resposta direcional a Luz e lamentou que foi chamado de “vereador pula-pula”. O tucano argumentou que diferente de Marcos, possui apenas uma filiação na sua ficha, comentou ainda que fez oposição ao Partido dos Trabalhadores (PT) e sempre recebeu proposta da Frente Popular e que nunca cedeu aos convites.

“Não sou responsável de exigir aos nobres colegas que pensem como eu e que me acompanhe nos meus ideais. Da mesma forma não estou nessa casa para dá palanque para ninguém e muito menos rebaixar para nivelar a vossa excelência. Por tanto, gostaria de colocar um ponto final nesta questão da CPI da Emurb até porque já são águas passadas e ponto final”, discursou.

Por fim, finalizou acrescentando que sua meta de parlamento é fiscalizar a falta de infraestrutura e falta de medicamentos nas unidades de saúde. “Não me interessa mais isso. O que quero ver é a prefeita trabalhando. A cidade está cheia de buracos, postos de saúde sem remédios. Eu quero fiscalizar isso. Dentro da oposição vou me posicionar contrário quando achar que devo ser contrário”, concluiu. 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.