O Rio Branco

Hoje é 20 de Maio de 2019

Política

Governistas surpreendem e apresenta cinco aberturas de CPI: Energisa será investigada

17 de Abril de 2019 às 14:35:28

Por Wanglézio Braga

A quarta-feira (17) de abril vai ficar na história do parlamento acreano. Na tentativa de barrar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que tem por objetivo investigar a Energia oferecida pela Energisa no Acre, deputados da base governista tumultuaram e de uma só vez apresentaram cinco requerimentos para investigar o Pró-Saúde, Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (HUERB), Fábrica de Pisos de Xapuri, Detran e Juruá Peixes da Amazônia.

Os deputados Cadmiel Bonfim (PSDB), Marcus Cavalcante (PTB) e Luiz Tchê (PDT) foram os responsáveis por apresentar as CPI’S “emergenciais”.

Após os pedidos, deputados do bloco de oposição e os chamados independentes contestaram o presidente Nicolau Júnior, do PP, e pediram um posicionamento da Mesa Diretora. Eles denunciam que a suposta manobra é de superlotar a Casa de Leis com a criação das CPI ferindo os artigos do regimento interno que diz que apenas três comissões devem ser formadas.  

O deputado Roberto Duarte, do MDB, visivelmente decepcionado pela manobra de tentar abafar a CPI da Energisa por parte da ala governista, disse que não aceitaria. “Nós vamos ter que colocar agora a mesa sob suspeição. Não aceito a manobra de forma sorrateira”, criticou Duarte que também não poupou o deputado Luis Tchê, do PDT, dos debates acalorados “Eu não vou aceitar que se traga essa discussão para o campo pessoal. Isso eu não vou admitir. Não vou permitir que a discussão fuja do campo do parlamento”.

Após extenso bate boca, o presidente Nicolau Júnior garantiu aos deputados que a CPI da Energisa vai prosperar pois enviará para publicação no Diário Oficial da Aleac o pedido. “Estou garantindo que ainda hoje vamos mandar publicar a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito da Energisa”, sendo aplaudido pelos deputados. 

 




Compartilhar