"Estou orando pelas pessoas que me perseguem", diz Nenem sobre saída do SD

Por Wanglézio Braga

O deputado da Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC), Nenem Almeida (SD), disse que foi pego de surpresa sobre possível convite de sair do Solidariedade, sigla da qual foi eleito nas últimas eleições. Ontem (14), uma reunião ocorrida na sede da agremiação culminou numa possível expulsão a pedido dos dirigentes onde acreditam que o deputado não estaria marchando com as regras do partido.

Hoje (15), ao portal O Rio Branco, o parlamentar disse que está em Brasília cumprindo uma agenda e que foi pego de surpresa com a notícia que foi publicada na imprensa. Segundo ele, não houve nenhuma reunião direta entre ele o SD e acusa a sigla de perseguição.

“Estou em Brasília, estou sendo acusado do que não fiz, estou orando pelas pessoas que me perseguem. Eu preciso saber realmente o que está acontecendo, estão mentindo contra minha família, meu mandato é do Povo, eles querem mandar em mim, estou do lado do povo e não abro um milímetro”, disse.

Já no final dessa terça-feira, os bastidores apontaram que o deputado estaria sendo convidado para migrar para o PSD, do senador Sérgio Petecão. Questionado sobre isso, Nenem não negou que recebeu o convite e que está analisando. Mas, a palavra final ocorrerá quando ele retornar ao estado e conversar com a família Milani. “Estamos analisando, mas nada foi ou está definido. O Petecão é um grande amigo e gosto muito dele”, concluiu.