O Rio Branco

Hoje é 20 de Maio de 2019

Política

Gladson reúne secretários para avaliar gestão e discutir novas metas de Governo

14 de Maio de 2019 às 08:12:10

O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, esteve reunido nesta segunda-feira, 13, com sua equipe de diretores e secretários de Estado para avaliar os primeiros meses de gestão, traçar novas metas e alinhar as diretrizes de Governo que serão executadas nos próximos anos.

Para o gestor, o momento é de união e de muito trabalho para recuperar a credibilidade do Estado, que foi perdida de maneira irresponsável em anos anteriores, e preparar o Acre para um novo tempo de desenvolvimento social e prosperidade econômica.

A população acreditou na mudança e chegou o momento de demonstrar que estamos preparados para atender os anseios da população. Sabemos que a situação financeira que o Estado se encontra não é das melhores, mas tenho certeza que os resultados virão porque estamos focados e empenhados em fazer o melhor Governo para o nosso povo”, disse o governador.

Gladson agradeceu a determinação de sua equipe e reconheceu que todos estão juntos em um só propósito, que é assegurar a excelência na prestação dos serviços oferecidos pelo poder público, além de garantir outras melhorias que beneficiem a população acreana.

“Essa reunião é mais uma prova que o nosso Governo já deu certo. O sucesso da nossa gestão depende que este time permaneça unido e é assim que nós temos trabalhado. Continuo pedindo a dedicação de todos vocês para que tudo aquilo que colocamos em nosso Plano de Governo e acreditamos que é o melhor para o Acre seja concretizado”, ressaltou.

Situação financeira é apresentada

Durante a reunião, coube as secretárias de Planejamento e Gestão Administrativa (Seplag), Maria Alice Araújo, e da Fazenda, Semírames Dias, a apresentação de um relatório atualizado sobre as finanças da administração estadual.

O Estado possui R$ 1,2 bilhão em empréstimos distribuídos em mais de 900 contratos espalhados em 20 órgãos públicos. De acordo com Maria Alice, a maneira atrapalhada e sem nem um tipo de controle que esses processos foram conduzidos pela gestão passada são extremamente grave.

A irresponsabilidade foi tamanha que os governos anteriores sequer atentaram-se para as altas taxas de juros quando contraíram empréstimos milionários junto a Caixa Econômica Federal por meio do Finisa, o Financiamento à Infraestrutura e Saneamento. Recentemente, o governador Gladson Cameli esteve reunido com a direção do banco público para discutir a renegociação da dívida.

O descaso também foi constatado em relação a perda de emendas parlamentares. Foram identificados R$ 377 milhões que deixaram de ser investidos no Acre por pura incompetência e falta de compromisso com a população. Somente na Segurança Pública, cerca de R$ 80 milhões foram devolvidos aos cofres da União.

Por pouco, mais R$ 94 milhões também não tiveram o mesmo destino. O Governo do Estado corre contra o tempo para salvar este recurso que estava disponível desde 2017 e que agora será utilizado, exclusivamente, na recuperação e manutenção de ramais nos 22 municípios acreanos.

Outra medida adotada pela nova gestão é o respeito no cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal. O limite prudencial com a folha de pagamento dos servidores é, rigorosamente, acompanhado pela Fazenda estadual.

Para conseguir a prorrogação das operações de crédito, o Estado realiza um esforço concentrado para concluir os projetos mal elaborados pela antiga administração. O Governo se prepara para a execução de um empréstimo de 35 milhões de dólares feito peloBanco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento(Bird). Com este montante, será possível viabilizar grandes obras, como a ponte sobre o Rio Acre, em Xapuri, e a orla do Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul.




Compartilhar