O Rio Branco

Hoje é 26 de Setembro de 2017

Política

Sinhasique defende servidores do Pró-Saúde e pede solução do Governo

12 de Setembro de 2017 às 14:43:59

A líder do PMDB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputada estadual Eliane Sinhasique, defendeu que o Governo ache solução para evitar a demissão de 1,8 mil servidores do Serviço Social de Saúde do Acre (Pró-Saúde).

A Justiça do Trabalho determinou que até 2019 todos os servidores sejam demitidos por não terem sido realizados investimentos para a regularização do Pró-Saúde.

“Pessoas que foram concursadas, criaram toda uma expectativa de que iriam trabalhar para o poder público, que teriam estabilidade, que teriam seus direitos garantidos. E, hoje, são surpreendidos com a demissão”, declarou a parlamentar.

Segundo ela, nem os critérios estabelecidos para a demissão estão sendo cumpridos. “Ontem, no nosso Gabinete na Rua, me procurou um técnico administrativo, cadeirante, concursado do pró-saúde que me disse, com lágrimas nos olhos, que o combinado entre o Sindicato do Pró-Saúde e o Governo do Estado era que os primeiros demitidos seriam os não concursados. Mas, ele, concursado, foi o primeiro a ser demitido”.

Sinhasique lamenta e pede que o Governo tome providências para evitar maiores transtornos no serviço de saúde do Estado. “Essa situação é triste! E o Governo vai ter que arranjar uma solução. Se hoje, já temos deficiência no atendimento à população, imaginem os hospitais sem essa quantidade de profissionais. O que vai ser da população do Acre?”.

A deputada frisou que a Assembleia apoia os profissionais. “Contem conosco, pois faremos o que for possível para que vocês não sejam colocados na rua da noite para o dia e para que a nossa população não padeça sem atendimento nas Unidades de Saúde do nosso Estado”.

 

 




Compartilhar