O Rio Branco

Hoje é 15 de Julho de 2018

Política

Deputado Daniel Zen critica bancada oposicionista que se reuniu com presidente

12 de Julho de 2018 às 17:12:47

O líder do governo na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Daniel Zen (PT), destacou a aprovação dos projetos votados durante sessão ordinária realizada ontem, referentes à carreira dos militares da PM e do Corpo de Bombeiros. Destacou também que o governador Tião Viana (PT) homologou na semana passada 250 novas vagas para policiais militares.

Os três projetos de lei aprovados por unanimidade em votação na Aleac foram: PLC n° 4/2018, que cria o Corpo Voluntário de Militares do Estado da Reserva Remunerada; PLC n° 6/2018, que dispõe sobre a estrutura remuneratória das carreiras de oficiais e praças militares estaduais e estabelece outras providências; e PLC n° 45/2018, que altera os dispositivos da Lei n° 2.148, que cria o banco de horas no âmbito da Polícia Militar e Bombeiros do Estado.

“Quero parabenizar todos os parlamentares que votaram pela aprovação desses três projetos de lei que vão fortalecer a Segurança Pública do Estado. Eu acho que isso no final das contas é o que importa. Aprovamos uma nova estrutura, que dá uma nova forma relacionada ao soldo, que dá mais tranquilidade e segurança de que eles não sofrerão perdas. Isso foi uma grande medida”, agradeceu.

Daniel Zen também destacou a homologação feita pelo governador, que abre 250 novas vagas na Polícia Militar. Disse ainda que o enfrentamento ao crime organizado deve ter total apoio do governo federal, mas não sob a forma de intervenção e sim fortalecendo as fronteiras e enviando mais recursos para a Segurança.

“O governador cansou de pedir ajuda ao governo federal e não ser atendido. Tantas vezes ele solicitou a presença da Força Nacional e os pedidos foram negados. O senador Sérgio Petecão fala mentiras, vai pedir intervenção ao Temer, querem que ele governe o Acre. Pergunto a esses deputados que fizeram esse pedido: vocês querem que o Temer governe o Acre? Será que a população quer isso? Porque se isso acontecer ele vai diminuir drasticamente até o poder de atuação do Legislativo”, alertou.

O parlamentar afirmou que essa solução “milagrosa” que a bancada de oposição foi solicitar ao presidente só contribui para que ele tente dominar os poderes no Acre. Acrescentou também que os mesmos deputados que se reuniram com Michel Temer são os que votam a favor dos projetos que têm retirado os direitos conquistados pelos trabalhadores brasileiros.

“Se o presidente quisesse mesmo ajudar ele teria liberado mais verbas para a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Exército. Não é tentando dar golpe em cima de um governo estadual que vão ajudar a conter a violência. Pena que já é costume deles agir assim”, concluiu.

 

 

Andressa Oliveira

Agência Aleac




Compartilhar