Sobre cassação, Juliana Rodrigues diz que a Justiça foi feita e que só deixa o mandato quando Deus quiser

Por Wanglézio Braga 

A deputada Juliana Rodrigues, do PRB, resolveu manifestar sobre a cassação do seu diploma de deputada da Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC), após julgamento da corte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) realizado na segunda-feira (10). Por seis votos a zero, a corte preferiu cassar o diploma dela é do deputado federal, Manuel Marcos (PRB) por supostamente praticarem crime eleitoral. 

Da tribuna, ela diz que está muito feliz com a oportunidade de poder recorrer em instâncias maiores exercendo o mandato e para comemorar o feitiui usou na sessão de hoje (12) o mesmo vestido de quando foi empossada para o segundo mandato. Sem citar nomes, ela criticou a postura que os suplentes estão tendo sobre o processo e que muitos aguardam dela choro e angústia. 

''Após o resultado de segunda, as pessoas buscavam em mim choro, angústia, mas, eu continuei aqui porque Deus permitiu,  e eu ficarei até ele permitir. Eu respeito a justiça, mas repudiu os suplentes que estariam postando em rede social que teria até comprado terno para assumir o meu mandato. Eles esqueceram que as coisas não são do jeito deles, depende da justiça e ela foi feita'', discursou.

Ainda num discurso empolgado que foi amplamente aplaudido por seus pares, Juliana Rodrigues direcionou suas falas aos suplentes lembrando que haverá eleição no próximo ano.  

'''Não percam tempo, vai ter eleição no ano que vem. Vão se candidatar a prefeito ou vai e se justifiquem ao povo. Parem de semear espinhos, o nosso estado está precisando de parlamentares que tenham compromisso, o meu projeto não parou. Tenho certeza que o povo do meu estado votou em mim porque me conhece. Sou uma mulher de Deus, sou uma mulher honrada. Vão trabalhar suplentes pois vou ficar até o dia que Deus quiser'', finalizou.