Reforma da Previdência: Dos 8 parlamentares, apenas Perpétua votou contra

Por Wanglézio Braga

A deputada Perpétua Almeida, do PCdoB, foi a única parlamentar do Acre que votou contra o texto da Reforma da Previdência proposto pelo Governo Bolsonaro e apreciado na noite de ontem (10) na Câmara dos Deputados. Alan Rick (DEM), Manuel Marcus (PRB), Vanda Miliani (Solidariedade), Mara Rocha (PSDB), Jesus Sérgio (PDT), Jéssica Sales (MDB) e  Flaviano Melo (MDB) foram favoráveis a matéria.

No geral, Câmara aprovou em primeiro turno por 379 votos a 131 o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma da Previdência que altera as regras da aposentadoria.

A proposta estabelece a Imposição de idade mínima para os trabalhadores se aposentarem: 65 anos para homens e 62 anos para mulheres; Tempo mínimo de contribuição previdenciária passará a ser de 15 anos para as mulheres e 20 anos para os homens; Regras de transição para quem já está no mercado de trabalho.

Hoje (11) os deputados continuam os trabalhos com a votação dos destaques que pode ser através de emenda ou de texto. Vale lembrar que para aprovar uma emenda, é preciso 308 votos favoráveis. No caso do texto separado para votação à parte, aqueles que pretendem incluem-lo novamente na redação final da PEC é que precisam garantir esse quórum favorável ao trecho destacado.