Vereador diz que farmácias viraram os novos alvos dos assaltos

Por Wanglézio Braga

O vereador Laércio Rodrigues (PRB) alertou hoje (10) que as farmácias de Rio Branco viraram os novos alvos dos assaltantes. Segundo ele, em menos de dois meses, pelo menos oito estabelecimentos foram invadidos por bandidos na capital. Ele questionou o governo e pediu mais segurança nos estabelecimentos.

“As farmácias de Rio Branco estão sendo assaltadas todos os dias. O senhor governador, Gladson Cameli e o Senhor vice-governador, Major Rocha ainda não disseram a quem veio. Não resolveram nenhum problema da Segurança Pública, da Saúde. Tão tomando muito discurso e pouca ação efetiva. Fica meu repúdio ao governo e apoio aos farmacêuticos. Os discursos são muito bonitos assim como os números no papel, mais a prática é outra”, discursou.

Rodrigues também comentou sobre a “Operação Verão”. Segundo ele, a prefeita está fazendo a sua parte em deixar as ruas da cidade pavimentadas em especial os bairros localizados em zonas da periferia. Visivelmente defensor de Socorro Neri, do PSB, Laerte repudiou a oposição por fazer críticas ao executivo sem provas.

Em nome da oposição, o vereador Célio Gadelha (PSDB) repreendeu o colega e afirmou que o bairro Belo Jardim está abandonado e que a prefeitura não tem feito o seu dever em levar a “Operação Verão” na região e prestar um serviço de qualidade. Gadelha alertou que por conta disso a comunidade vai fechar a BR-364 na próxima quarta-feira (16).


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.