“Precisamos de uma Região Norte fortalecida” declara Gladson Cameli

Durante uma viagem institucional ao Amazonas, o Governador do Acre, Gladson Cameli, defendeu a união da bancada federal dos estados do Norte em prol dos interesses da região

“Precisamos ter confiança. Temos que estar unidos, fortes e juntos para protegermos os nossos estados, respeitadas as políticas ambientais e ao mesmo tempo criarmos oportunidades para o nosso povo” disse Cameli durante a realização da 41ª Exposição Agropecuária, em Manaus, ao explicar que é necessária uma única voz, para que não apenas se falem em desenvolvimento mas que ele seja sustentável.

De acordo com o governador, a parceria com o estado do Amazonas deve proporcionar geração de novos empregos e renda aos acreanos. Ele acredita também que os problemas verificados pela administração pública devem ser enfrentados com responsabilidade e de maneira estratégica.

“Nós estamos perdendo a oportunidade de exportarmos para os países andinos, de fazer o intercâmbio comercial. Essa é a nossa luta, hoje. Esse mercado é o que queremos atender. Esse é um dos nossos compromissos: exportar a nossa carne. O Acre sozinho não atende esse mercado. Precisamos do Amazonas, de Rondônia, Roraima, para juntos atendermos essa clientela”enfatizou Cameli.

Outro detalhe destacado pelo governador foi em relação a conclusão das obras da Ponte do Rio Madeira, conjuntamente com asfaltamento da BR-319.

Segundo ele, essa malha logística será considerado o segundo canal do Panamá, uma vez que essa ligação viabiliza a união do Pacífico com o Atlântico.

Ao fim, Cameli reafirmou que a classe política do Norte está pronta e determinada para vencer esse e outros desafios, como a manutenção das prerrogativas constitucionais da Zona Franca de Manaus.

“A Zona Franca não é só do Amazonas. Ela beneficia todo o Norte, e o Acre também faz parte. Então, essa parceria entre os estados do Norte é fundamental para o desenvolvimento e o povo da nossa região” finalizou o governador.

 

 

Agência

 

 


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.