Gladson Cameli: pesquisador da Embrapa assumirá Agricultura e Israel Milani o Meio Ambiente

O pesquisador Paulo Guilherme Salvador Wadt, servidor de carreira da Embrapa, será o secretário de Agricultura do governo de Gladson Cameli. Sua escolha segue o critério técnico adotado pelo governador eleito para formar sua equipe. Já o médico e piscicultor, Israel Milani, assumirá a Secretaria de Meio Ambiente, segundo foi confirmado pelo governador eleito na noite desta terça-feira (04).

Com uma ampla experiência, Paulo Guilherme Salvador Wadt, que é doutor em agronomia e tem pós-doutorado na área, será o responsável por uma área estratégica para o desenvolvimento do estado. “Escolhemos um nome qualificado e preparado para colocar em prática nosso projeto de incentivar a produção, com a geração de renda. Estamos colocando as pessoas certas nos lugares certos, pensando no bem da nossa população”, disse. 

Paulo Guilherme Salvador Wadt tem Doutorado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) pela Universidade Federal de Viçosa, UFV, Vicosa, Brasi; possui mestrado em agronomia (Ciências do Solo) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Seropedica, Brasil e tem graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Seropedica, Brasil. Também tem pós-doutorado pela University of Florida, UF, Gainesville, Estados Unidos.

Com o anúncio de Paulo Guilherme Salvador Wadt e Israel Milani, Gladson Cameli caminha para definir todo seu primeiro escalão, formado por pessoas com qualificação técnica e preparadas para assumir cada área.

O futuro secretário de Meio Ambiente, Geraldo Israel Milani Nogueira, é graduado em medicina e pós-graduado em ultrassonografia geral, pecuarista, piscicultor (Pioneiro no sistema semi-intensivo de criação de peixes no estado do Acre e também na Feira Anual de Agricultura Familiar, especificamente, Feira do Peixe). Idealizador e sócio proprietário do primeiro frigorífico de filetamento de peixes no Estado do Acre.

 

ASSESSORIA


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.