Operação "Ramais do Acre 2019" resgata a esperança a mais de 25 mil moradores do Iaco e do Purus

Governador Gladson Cameli anuncia início das obras de mais de 2.200 quilômetros de ramais e limpeza de hidrovias em Sena, Santa Rosa do Purus e Manuel Urbano

Um novo tempo para mais de 25 mil homens, mulheres e crianças que vivem da agricultura familiar, em três cidades localizadas nos Vales do Iaco e do Purus foi celebrado, nesta sexta-feria, 31. Há exatos 151 dias do governo Gladson Cameli, os municípios de Sena Madureira, Manuel Urbano e Santa Rosa do Purus comemoraram o início das obras da ‘Operação Ramais do Acre 2019’, um superpacote de serviços orçado em mais de R$ 10 milhões para a recuperação de ao menos 10.435 quilômetros da malha viária rural, em 20 dos 22 municípios acreanos.

A alegria e a satisfação estampadas no rosto dos produtores pôde ser resumida nas palavras do colono Lourival Costa, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Sena Madureira, ao afirmar que “todo o clamor, nessa época do ano era o acesso para que possamos ecoar nossas frutas, nossos legumes, nossas riquezas, coisa que há muito tempo estávamos carentes e não éramos ouvidos”.

Na ocasião, o governador Gladson Cameli celebrou três convênios com as prefeituras de Sena Madureira, de Manuel Urbano e Santa Rosa do Purus. O primeiro deles destina R$ 878.500,00, o equivalente a 14,6% dos recursos totais da Operação Ramais do Acre, para a aquisição de 150 mil litros de combustível e para a recuperação de equipamentos, drenagens de trechos e recuperação de pontes.

Os recursos, que são próprios do governo do estado, vão permitir que sejam recuperados pelo menos 1,8 mil quilômetros de estradas vicinais, na zona rural de Sena Madureira, sendo que 70% serão para a compra de diesel, enquanto que outros 30% serão separados para recuperar máquinas e para os serviços já mencionados.

Feliz por poder iniciar um serviço que vai trazer o desenvolvimento regional a milhares de famílias, há anos, sedentas pelo escoamento da produção, o governador Gladson Cameli arrancou aplausos da plateia de colonos quando disse “não trabalhar com a hipótese [do meu governo] de dar errado”.

“Pelo contrário. Já deu certo. O problema não são os recursos, mas as pessoas torcendo para que as coisas deem errado. Mas eu quero dizer que não vou decepcionar vocês. Desde o dia 1º de janeiro, me tornei governador para trabalhar por nosso povo e não trabalhar com a hipótese de dar errado”, afirmou Gladson Cameli para uma plateia de centenas de agricultores que foram prestigiar a festa, às margens da BR-364, na rotatória de entrada do município de Sena Madureira.

Num trocadilho que resume perfeitamente a filosofia do campo, Costa, o colono sindicalista que abre esta reportagem frisou ainda o seguinte: “A maioria das pessoas talvez precisem, um dia, de um advogado, mas do agricultor todas elas precisam todo o dia. E é necessário o colono plantar para a cidade jantar”.

Participaram da celebração dos convênios o prefeito de Sena Madureira Mazinho Serafim (MDB), o prefeito Tanízio de Sá (MDB), de Manuel Urbano, o prefeito de Santa Rosa do Purus, Assis Moura (PRP), além da maioria dos vereadores de Sena e dos demais municípios, deputados estaduais, federais, secretários de estado e municipais e a população.

Prioridade serão os ramais com escolas

Um dos pontos cruciais será priorizar os ramais que são rotas do transporte escolar. De acordo com o colono Francisco de Souza Lima, do ramal Chiburema, essa era é uma das reivindicações mais antigas da maioria dos produtores rurais de Sena Madureira.

“Nossas crianças, muitas vezes, não iam para aula, porque o ônibus não podia passar. Isso gera até hoje muito transtorno para toda a comunidade. Agora, não. Agora, acredito que isso vá se resolver”, assevera o trabalhador.

Mesmo o ano letivo tendo se iniciado há três meses, algumas dezenas de escolas na região de Sena ainda estão sem aulas até agora, por conta de ramais intrafegáveis.

Em Santa Rosa do Purus, segundo Ítalo Medeiros, presidente do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre), as obras serão um pouco diferentes, porque em vez de ramais, igarapés serão desobstruídos, para que os ribeirinhos possam ter acesso hidroviário, já que a população rural mora, em sua maioria, às margens dos rios.

Investimentos totais são de mais de 1,18 milhão de combustível

Pelo menos 1,18 milhão de litros de combustível serão disponibilizados pelo Governo do Estado do Acre aos 20 municípios contemplados com a parceria do Ramais do Acre 2019.

Além dos 150 mil litros para Sena, Manuel Urbano será contemplado com 45 mil litros, num investimento de R$ 215 mil e Santa Rosa do Purus, 10 mil litros, a um custo de R$ 48.300. Serão mais de 2.200 quilômetros de ramais e limpeza de hidrovias em Sena, Santa Rosa do Purus e Manuel Urbano.

Atualmente, 25.444 pessoas moram na zona rural desses três municípios e um dado curioso é que em Santa Rosa do Purus, mais da metade das pessoas moram na zona rural. Elas são compostas, em sua maioria, de indígenas, representando 3.817 do total populacional de 6.362. Assim, apenas 2.545 pessoas vivem na cidade.

Neste sábado, 1º de junho, o governador Gladson Cameli vai a Brasileia, município localizado na fronteira com a Bolívia, para mais um ciclo de investimentos como parte da Operação Ramais do Acre 2019.

O que eles disseram

“O governo Gladson Cameli acerta, mais uma vez, ao valorizar o pequeno produtor. São de ações como essas que fazem o estado crescer cada vez mais, com dignidade às pessoas e impulsionando a nossa agricultura que muito merece”
Paulo Wadt, secretário de Estado de Produção e Agricultura

“Nós agradecemos imensamente ao nosso governador pela valorização tão merecida dessas pessoas. Administrar um município é um desafio muito grande, mas quando temos o apoio do estado, tudo fica mais fácil para nossa gente. De modo que só tenho a agradecer ao Gladson por esse trabalho”
Mazinho Serafim, prefeito de Sena Madureira

“Eu desafio os prefeitos a dizer se já receberam um aporte tão grande de recursos como esses agora. Nunca vimos tanta atenção a essas pessoas e a gente vê o sorriso e a esperança de quem por até dez anos esperou melhorias”
Thiago Rodrigues Caetano, secretário de Estado de Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano

“Estamos muito contentes com essa valorização, pois todos sabem da nossa dificuldade enquanto moradores de Santa Rosa. Não é fácil, porque não temos ligação por terra com as principais cidades. Mas a limpeza de nossos igarapés, com desobstrução de madeiras na calha e nas margens, vai nos possibilitar melhorar em 100% o escoamento da produção”
Assis Moura, prefeito de Santa Rosa do Purus

“Eu sempre acreditei que Gladson Cameli, quando assumisse o governo, iria olhar por todos nós. Foi o que aconteceu. Estamos muito felizes pelo governo estar valorizando essa gente, tão importante para todos que vivem na cidade e que precisam de sua mão-de-obra”
Alípio Gomes, vereador de Sena Madureira.

 

 

Agência Brasil