Seis são presos por tráfico e polícia apreende quase sete quilos de droga

 

 

Em Sena Madureira, município distante 144 quilômetros de Rio Branco, a Polícia civil apreendeu quase sete quilos de entorpecente. Seis pessoas foram presas em flagrante e encaminhadas ao presídio do Evaristo de Moraes, à disposição da Justiça.

Entre os presos esta José Giliardo Lopes Marques, flagrado transportando dois quilos e 285 gramas de folha de cocaína. Também foi preso Artenizo Silva Lima, com a posse três “acertos” grandes de cocaína.

Em seguida, ao abordar um táxi com destino a Feijó, os policiais civis apreenderam um menor, portando 4 quilos e 59 gramas de maconha prensada. Na mesma irrupção os investigadores prenderam Stenio Nascimento da Silva e Carlândio dos Santos Marinho. Em poder dos mesmos foi localizado uma barra pesando 537 gramas de maconha e 54 gramas de cocaína pura.

A equipe comandada pelo delegado Cleber Gnatta, por volta das 14h30 prendeu Adriel da Silva Cunha, passageiro de um táxi oriundo da capital Rio Branco, com 49 gramas de cocaína e porções de maconha.

POLÍCIA EM AÇÃO – Devido a denúncias que pessoas transportam drogas em táxi e Toyotas de Rio Branco para Sena Madureira, nesta quinta-feira, 4, policiais civis sob o comando do delegado Cleber Gnatta, montaram uma barreira policial na altura do km 07 da BR-364, sentido Sena/Rio Branco. A ação prendeu varias pessoas, por tráfico e apreendeu quase sete quilos de entorpecente.

CURIOSIDADE – Dos quatro flagrantes de tráfico de entorpecentes, lavrados pelo delegado Gnatta, chamou a atenção da autoridade policial o de José Giliardo, consequente da apreensão de mais de dois quilos de folhas de coca, arbusto incomum no Brasil, especialmente na região de Sena Madureira. O flagranteado contou ao delegado que comprou a droga em Senador Guiomard.

A folha da coca, cujo consumo, leva à absorção de uma dose de cocaína, ainda que em baixa quantidade, é usada comprovadamente há mais de 1200 anos pelos povos nativos da América do Sul.

Ascom/PC