Mulher tem casa invadida e bandido promove sessão de espancamento atrás de dinheiro

Moradores dos bairros localizados na parte alta da cidade de Brasiléia, estão passando momentos de terror. Em menos de duas semanas, várias residências foram arrombadas e muitos objetos eletroeletrônicos e dinheiro foram furtados.

Em um dos casos e em menos de duas horas, duas destas casas foram invadidas em plena luz do dia. O restante foram no período noturno e até então, os meliantes aproveitaram a ausência dos proprietários deixando um rastro de prejuízos com sentimento de perca e frustração.

Até a trade desta terça-feira, dia 19, os registros se resumiam em arrombamentos e furtos. Mas, os bandidos resolveram ser mais ousados e violentos, quando invadiram uma residência localizada no Bairro Francisco José Moreira em plena luz do dia.

A vítima, a senhora Maria Antonia Chaves Kador (42), estava no seu quarto quando foi surpreendida por um homem sem camisa, com capacete na cabeça em pé na porta. O mesmo partiu para cima lhe agarrando pelo pescoço, dizendo que não lhe machucaria caso lhe desse dinheiro.

Mesmo dizendo que não tinha dinheiro em casa, Maria foi espancada ao ponto de desmaiar na sala, após receber um golpe na cabeça. O bandido passou a revirar a casa enquanto ficou desacordada e foi embora sem levar nada da casa.

 

O incidente ocorreu por volta das 16h40 e ficou dentro da casa até próximo das 18 horas. Foi quando acordou e passou a pedir socorro sendo socorrida por uma vizinha e em seguida, por sua filha menor que chegou da escola.

Apavorada e com medo, conseguiu acionar as autoridades e a ambulância do SAMU, que a levou bastante machucada para o hospital, onde recebeu atendimento e depois foi liberada.

Coincidentemente, a cerca de dois meses atrás, a vizinha que a socorreu foi vítima de arrombamento e teve um grande prejuízo de aproximadamente R$ 8 mil reais em produtos furtados.

Pelas características passadas, os policiais estão procurando o suspeito e que pode ser capturado a qualquer momento.

 

Fonte: Oaltoacre


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.