Jovem que cometeu aborto em Porto Walter pode ser encaminhada para o presídio, diz delegado

Uma jovem, que não teve a idade e nem o nome revelado, pode ser encaminhada para o presídio de Cruzeiro do Sul após cometer um aborto, na última quinta-feira (11), no Hospital da Família, em Porto Walter. A mulher abandonou um bebê de cerca de 7 meses atrás de um vaso sanitário dentro do hospital. Segundo o delegado Vinicius Almeida, se a fiança, no valor de R$ 2 mil, não for paga, a mulher vai ser levada para a penitenciária.

“Ela está sendo flagranteada no momento e foi indiciada pelo crime de aborto. Foi arbitrado uma fiança de R$ 2 mil, se ela pagar vai responder o processo em liberdade, senão, vai ser encaminhada para o presídio”, disse.

Ainda segundo o delegado, a mulher confessou que induziu o aborto por não ter condições de criar a criança. “Ela contou que provocou o aborto e que estava tomando chá abortivo e não contou que estava grávida. Ontem ela estava com muita dor e acabou indo no banheiro e a criança nasceu morta no vaso foi então que ela pegou e colocou a criança atrás do vaso”, disse.

 

Juruá online