Jovem que cometeu aborto em Porto Walter pode ser encaminhada para o presídio, diz delegado

Uma jovem, que não teve a idade e nem o nome revelado, pode ser encaminhada para o presídio de Cruzeiro do Sul após cometer um aborto, na última quinta-feira (11), no Hospital da Família, em Porto Walter. A mulher abandonou um bebê de cerca de 7 meses atrás de um vaso sanitário dentro do hospital. Segundo o delegado Vinicius Almeida, se a fiança, no valor de R$ 2 mil, não for paga, a mulher vai ser levada para a penitenciária.

“Ela está sendo flagranteada no momento e foi indiciada pelo crime de aborto. Foi arbitrado uma fiança de R$ 2 mil, se ela pagar vai responder o processo em liberdade, senão, vai ser encaminhada para o presídio”, disse.

Ainda segundo o delegado, a mulher confessou que induziu o aborto por não ter condições de criar a criança. “Ela contou que provocou o aborto e que estava tomando chá abortivo e não contou que estava grávida. Ontem ela estava com muita dor e acabou indo no banheiro e a criança nasceu morta no vaso foi então que ela pegou e colocou a criança atrás do vaso”, disse.

 

Juruá online


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.