O Rio Branco

Hoje é 24 de Novembro de 2017

Policial

Servidores da Educação que recebiam sem trabalhar serão demitidos e terão que devolver salários

12 de Setembro de 2017 às 09:19:55

Um grupo formado por nove servidores públicos da Secretaria de Educação e Esporte do Acre (SEE) foi condenado à perda da função pública e, ainda, à obrigação de devolver todos os salários recebido pelo período em que não trabalharam mas mesmo assim, continuaram recolhendo as respectivas remunerações. A denúncia foi feita pelo Ministério Público Estadual (MPE).

A denúncia, atendida pela Vara Cível da cidade, diz que os servidores cometeram ato de improbidade administrativa com dano aos cofres públicos, e pede, além da devolução dos salários recebidos indevidamente, o desligamento de todos os trabalhadores, impedindo-os, inclusive de contratar direta ou indiretamente com o poder público.

“Ao que restou provado nos autos, a corrupção de cargos públicos dentro da administração pública senamadurerense é sistêmica, ou seja, está instalada em grande parte das instituições, escolas, hospitais, postos de saúde, municipais ou estaduais, fazendo parte de uma rede de troca de favores políticos”, aponta a juíza Andréa Mota, que sentenciou os denunciados pelo MPE.

No total, juntos, os servidores que serão demitidos terão de devolver, acrescidos de juros, apenas em salários, R$ 395 mil recebidos ilegalmente. Além disso, os condenados vão pagar multa. Alguns dos trabalhadores têm mais de 20 anos de serviços prestados ao Estado do Acre.

 

 

Ac24horas




Compartilhar