PRF prende suspeita de comandar sequestros e roubos de veículos no Acre

Em integração com o Grupo Especial de Fronteira (Gefron), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) executou a Operação Hórus no Acre.

Dentre os dias 28 de janeiro e 8 de fevereiro de 2020, os policiais atuaram em vários pontos estratégicos, desde a fronteira com Bolívia e Peru até a divisa do Acre com Rondônia e Amazonas, ao longo das BRs 317 e 364.

Organizada regionalmente pelo Núcleo de Operações (NUOP) da Superintendência da PRF, o objetivo da operação foi combater e reduzir os índices de violência, com disseminação de conhecimento e somatório de pessoal, dos dois órgãos, na região.

PRF e Gefron juntos conseguiram prender diversas pessoas e apreender vários produtos. Em uma ação, os policiais recuperaram um veículo e prenderam uma mulher suspeita de roubo de veículos e sequestros, no Acre.

Quando ela estava dentro de um automóvel roubado em direção ao Estado de Rondônia, no km 63, da BR-364, enquanto a vítima era mantida em cárcere e sob ameaças, os policiais conseguiram abordar o veículo e detê-la.

Outro dia, foram apreendidas CNHs ilegais em posse de vários condutores. Eles foram presos por uso de documento falso.

Em apenas 12 dias, os policiais apreenderam mais cigarros contrabandeados que em todo o ano de 2019. No intervalo da Operação Hórus, foram 6.300 contra 4.005 pacotes de cigarros, durante o ano passado.

Ainda, foram apreendidos 2 kg de cloridrato de cocaína e 12 kg de skunk, em duas ações diferentes, mas ambas aconteceram com passageiros, durante fiscalização a ônibus que vinham da fronteira, na BR-317.

Abaixo estão descritos os números obtidos, em resumo, durante o período da Operação Hórus 2020:

FISCALIZAÇÕES: 2.867 veículos fiscalizados, sendo 3 recuperados, e 2.239 pessoas abordadas, com 35 presas.

APREENSÕES: 1 animal silvestre vivo, 1 revólver com 6 munições, R$ 44.971,50 em espécie, 9 CNHs falsas, 6 pneus e 99 unidades de vestuário, dentre outros.

DROGAS: 2.000 gramas de cocaína, 12.003 gramas de skunk e 6.300 pacotes de cigarros.

OPERAÇÃO HÓRUS

Como parte do Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras, a Operação Hórus foi implementada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, em todo o país. O intuito da Operação é fortalecer a atuação integrada entre os órgãos de segurança pública para impedir a entrada de drogas, cigarros, armas e munições pelas fronteiras nacionais. Sob a coordenação nacional da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), o trabalho tem apresentado resultados expressivos, inclusive no estado do Acre.

 

 

Foto: GEFRON

Texto: NUCOM


Lavar as mãos
A lavagem deve ser feita frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.


Não tocar o rosto
Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e nariz. Essas são as principais portas de entradas do coronavírus no organismo.


Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar
O ideal é usar cotovelo ou lenço. Se utilizar papel, jogue fora imediatamente.


Usar álcool em gel
Se não houver água e sabonete para lavar a mão, use o álcool gel 70%, que é eficiente para matar o vírus e outras possíves bactérias.


Evitar contato se estiver doente
Quem está com sintomas de doença respiratória deve evitar apertar as mãos, abraçar, beijar ou compartilhar objeto. Se puder, fique em casa.

Usar máscara se apresentar sintomas
Quem está com sintomas como tosse e espirro deve usar máscara mesmo sem o diagnóstico confirmado de covid-19.